Rolê boleiro pelo Chile

Quem acompanha o blog sabe que todo carnaval, após juntar grana o ano todo, a gente escapa do Brasil e vai desbravar o futebol da América do Sul, com o projeto “Futebol Rompendo Fronteiras“, em parceria com os blogs www.expulsosdecampo.blogspot.com e o www.fototorcida.com.br .

Esse ano não foi diferente, e pela primeira vez fomos ao Chile.

O aeroporto de Guarulhos foi nosso ponto de partida!

Já no aeroporto, começamos nosso intercâmbio futeboleiro, com um simpático casal de africanos.

Após algumas horas de viagem, chegamos à Santiago e fizemos um city tour com o ônibus da Turistik, empresa local que oferece ótimas opções para se conhecer a capital e suas proximidades.

O legal desses ônibus é que você pode descer onde quer e depois pegar outro ônibus e assim, pudemos andar bastante por bairros bem distantes de onde estávamos.

E foi após muita caminhada que chegamos a um local que a Mari vinha se programando há tempo para conhecer, o Museu da Moda (mais detalhes veja no blog da Mari quando ela postar).

Museu da Moda - Santiago Chile

Já cansados pelos cerca de 14 km caminhados, ainda no primeiro dia, fizemos um último esforço pois eu tinha certeza que estávamos perto do Estádio do Audax Italiano.

Mas só após conversar com o pessoal do estádio é que descobri que tratava-se do Estádio da comunidade italiana de Santiago.

Stadio Italiano

Falando um pouco da cidade, Santiago passa por grandes mudanças estruturais e assim como o resto do mundo está se verticalizando dia após dia.

Mas, o que mais chama a atenção de quem está ali pela primeira vez, são as montanhas e cerros que cercam a cidade, em especial a Cordilheira dos Andes, que mostra sua força, energia e grandeza a todo instante.

Outra coisa que chama muito a atenção é a limpeza da cidade. O fato de não ter um papel pelo chão é até imaginável, o que chega a intrigar é como uma cidade tão arborizada não tem sequer folhas pelas ruas do centro da cidade… (na periferia a coisa muda um pouco).

Santiago - Chile

Talvez pela arborização, a cidade possua também um grande número de pássaros que voam e caminham tranquilamente pelos bairros.

E ali estávamos nós, um casal punk boleiro para andar e deixar rastro de coturno pela cidade…

Ah, sobre a gastronomia local, nota dez!

Muitas opções para vegetarianos, local ideal para amantes de bons vinhos, mas também para quem gosta de comidinhas do dia a dia com sabores diferentes…

E muitos sucos deliciosos!

Santiago é uma cidade com muitas equipes de futebol e infelizmente tivemos que selecionar algumas poucas nessa primeira viagem à capital chilena, já que não tínhamos muito tempo.

Assim, nossa primeira escolha foi conhecer o Estádio Municipal de La Cisterna, casa do Club Desportivo Palestino, time que defende as cores dos imigrantes palestinos.

Situado no bairro Cisterna, um pouco afastado do centro, o Estádio possui uma pequena arquibancada coberta e um lance de arquibancada descoberta que envolve todo o campo.

Estádio Municipal de La Cisterna - Club Desportivo Palestino - Santiago - Chile

Ao fundo do estádio pode se ver o início das Cordilheiras, dando um visual único ao campo!

Estádio Municipal de La Cisterna - Club Desportivo Palestino - Santiago - Chile

Tivemos sorte e bem na hora da nossa visita, estava rolando uma partida sub-17 entre o Palestino e o tradicional Colo-Colo.

Estádio Municipal de La Cisterna - Club Desportivo Palestino - Santiago - Chile

Assim como no Brasil, as categorias de base não são muito apoiadas pelas torcidas, e por isso, nas arquibancadas do Estádio Palestino ao invés dos “Barra Bravas” estavam presentes parentes e amigos dos atletas, de ambas as equipes.

Estádio Municipal de La Cisterna - Club Desportivo Palestino - Santiago - Chile

Ah, claro, e nós, em busca de mais um sonho de futebol…

Estádio Municipal de La Cisterna - Club Desportivo Palestino - Santiago - Chile

O entorno da arquibancada é meio estranho, cheio de pedras e aparentemente em obras, mas o estádio é bem simpático!

Estádio Municipal de La Cisterna - Club Desportivo Palestino - Santiago - Chile

Não se pode negar que a simples existência do time e do estádio representam um forte ato político, colaborando com o orgulho do sofrido povo palestino, para nós foi uma grande honra estar ali!

Estádio Municipal de La Cisterna - Club Desportivo Palestino - Santiago - Chile

E o orgulho de ser Palestino está por todo lado, esse cachecol estava dentro de um carro, no estacionamento.

Estádio Municipal de La Cisterna - Club Desportivo Palestino - Santiago - Chile

Ah, claro e já que falamos em sonhos, fica aí mais um sonhador como nós. Trata-se do jovem Tomás que iria disputar uma partida pelo infantil do Palestino, no campo secundário.

Estádio Municipal de La Cisterna - Club Desportivo Palestino - Santiago - Chile

Já este outro sonhador, pensava em como seria montar a “Barra do Bloco J”…

Estádio Municipal de La Cisterna - Club Desportivo Palestino - Santiago - Chile

E do sonho à realidade. Mais um estádio cheio de magia entra na lista do blog!

Estádio Municipal de La Cisterna - Club Desportivo Palestino - Santiago - Chile

Aproveitamos que estávamos próximos e fomos conhecer também o centro desportivo e o estádio do time da Universidad do Chile, que fica há poucas quadras, na mesma avenida.

Centro de Treinamentos - La U - Cisterna

O time da “La U” conta com vários campos neste local.

Centro Desportivo Azul - La U

Infelizmente, o segurança não nos deixou passar até o campo principal, onde o time chegou a mandar alguns jogos. Atualmente, eles jogam no estádio nacional.

Centro de treinamentos La U

Ao menos, pudemos mais uma vez acompanhar um jogo da categoria sub-17.

Ainda que não seja um estádio muito usado pelo time principal, mais uma vez valeu o rolê!

Mesmo no campo secundário, só pudemos ficar por alguns instantes… Mas deu pra fazer essas fotos.

Fim do rolê, de volta ao metrô!

Santiago também é a cidade onde vive o pessoal da banda “Los Miserables “, que tem um disco todo dedicado ao futebol, com destaque para o tema “El crack”:

Como já tínhamos um contato com os caras, fomos assistir um ensaio da banda que mistura punk rock, harcore, rap e até percussão, sempre com letras muito inteligentes!

Outro rolê legal foi conhecer as lojas da galeria, do calçadão Ahumada. Destaque para a loja “Hooligans – Rebel Music” que vende material rockeiro e boleiro:

Hooligans - Rebel Music - Santiago - Chile

E também para a loja Mercado Futbol, que comercializa camisas novas e usadas de todos os times que você possa imaginar…

Mercado Futbol

Andando por Santiago, é impossível não ver o rio Mapocho, que nasce nas cordilheiras e corta toda a cidade.

Rio Mapocho

Mesmo com tantas mudanças e crescimento, a cidade soube preservar sua memória e história, principalmente na arquitetura dos prédios do centro.

Centro de Santiago

Como em toda grande cidade, não dá pra visitar Santiago e não dar uma passada pelo mercadão!

Mercado Central de Santiago

Se acha de quase tudo ali.

Até uma… Lhama… Mas essa, é só pra se fotografar.

Outra coisa que se nota caminhando pelas ruas é a relação do povo Chileno com os símbolos nacionais.

Existem muitas bandeiras pela cidade, seja nos monumentos, ou mesmo no comércio e na casa das pessoas. A relação das pessoas com o país é de um patriotismo carinhoso, difícil de explicar.

Bandeira Chile

Não que isso impeça a existência do pensamento e manifestações anarquistas…

anarquismo chile

Voltando ao mundo do futebol, conseguimos ir ao jogo da Universidad do Chile contra o time do Unión San Felipe, no Estádio Nacional.

Club Desportivo Union San Felipe

Universidad do Chile x Unión San Felipe - Estádio Nacional - Santiago - Chile

O jogo contou com um bom público da “La U“, um dos grandes times do Chile.

La U - Club Universidad de Chile x Unión San Felipe - Estádio Nacional - Santiago - Chile

O grandioso e belíssimo Estádio Nacional não estava com seus 55 mil lugares ocupados, mas ainda assim era uma bonita vista, concorda?

La U - Club Universidad de Chile x Unión San Felipe - Estádio Nacional - Santiago - Chile

O Estádio segue o modelo tradicional, com boa parte da área descoberta e uma área central coberta.

La U - Club Universidad de Chile x Unión San Felipe - Estádio Nacional - Santiago - Chile

Embora estivemos ali num momento de festa, vale lembrar que o Estádio foi outrora usado pelo ditador Pinochet como campo de concentração durante o período de ditadura no Chile.

La U - Club Universidad de Chile x Unión San Felipe - Estádio Nacional - Santiago - Chile

Ao fundo pode se ver o iluminado placar do estádio. Tão iluminado que não dá nem pra ler na foto… Ali embaixo fica a Barra Brava do time.

La U - Club Universidad de Chile x Unión San Felipe - Estádio Nacional - Santiago - Chile

Deliciosos sandubas podem ser comprados e consumidos durante o jogo….

La U - Club Universidad de Chile x Unión San Felipe - Estádio Nacional - Santiago - Chile

As diversas lanchonetes tem grande capacidade de atendimento, e o preço não é assim tão salgado como é aqui no Brasil.

La U - Club Universidad de Chile x Unión San Felipe - Estádio Nacional - Santiago - Chile

Como era nossa primeira vez no estádio fizemos um rolê por outros setores para conhecer melhor cada lugar.

La U - Club Universidad de Chile x Unión San Felipe - Estádio Nacional - Santiago - Chile

Trapos e faixas espalhados por todas as grades e áreas… Isso é uma das coisas que mais sinto falta no Brasil…

La U - Club Universidad de Chile x Unión San Felipe - Estádio Nacional - Santiago - Chile

O gramado em ótimas condições não impediu a equipe local (La U) de perder o jogo e a chance de subir para as primeiras posições no campeonato chileno.

La U - Club Universidad de Chile x Unión San Felipe - Estádio Nacional - Santiago - Chile

Mas nem mesmo a derrota nos tirou o orgulho e felicidade em conhecer mais um templo do futebol latino.

La U - Club Universidad de Chile x Unión San Felipe - Estádio Nacional - Santiago - Chile

Mas nem só de futebol foi nosso rolê. Subimos a cordilheira dos Andes, para pela primeira vez na vida vermos gelo (ainda que há distância, já que estávamos no verão).

Cordilheira dos andes

Após 61 curvas de 180 graus dentro de um ônibus, finalmente estávamos a mais de 3 mil metros de altitude, começando a sentir a diferença da temperatura e pressão…

Cordilheira dos Andes

As imagens são tão loucas que até parecem montagens, mas acredite, é tudo real…

Cordilheira dos Andes

A nossa base lá em cima foi a estação de ski Valle Nevado, e confesso que fiquei com muita vontade de voltar na época do frio, para ver o gelo.

Mas a volta do passeio nos desanimou um pouco, já que o ônibus da Turistik quebrou e nos fez esperar por quase duas horas em plena montanha, fazendo nos perder o jogo do Colo-Colo

Cordilheira dos Andes

Outro passeio fantástico e que não poderíamos perder era conhecer as praias próximas à Santiago.

Assim fomos primeiro conhecer Valparaíso, uma cidade portuária, com forte presença cultural.

Engraçado, mas na minha cabeça o que mais eu ouvi falar de lé é que é um lugar onde haviam muitos skinheads.

O time do Deportes Santiago Wanderers defende as cores da cidade!

Deportes Santiago Wanderers

Deportes Santiago Wanderers - Valparaíso - Chile

Entretanto, o estádio do time fica bem longe de onde estávamos e acabamos não o vistando.

Estádio - Deportes Santiago Wanderers - Valparaíso - Chile

Os claustrofóbicos (assim como eu) sofrerão um pouco ao descer pelos elevadores da cidade, mas vale a pena, e nem é tão sofrido assim…

A praia não é tão bonita, e no Chile praia não é sinônimo de calor, mas é um passeio que tem que ser feito para quem está em Santiago, é menos de 2h de viagem.

Depois fomos a Vina del Mar, famosa pela sua praia e pelo seu relógio de flores…

Vina del Mar é a casa do Everton.

Everton de Vina del Mar

O time manda seus jogos no Estádio

Estádio Sausalito - Vina del Mar - Chile

Assim como a vizinha Valparaíso, Vina del Mar também possui grande importância na produção cultural chilena.

Vina del Mar

Mas o grande barato do rolê foi ter pisado no Oceano Pacífico, pela primeira vez em minha vida. Pode parecer besteira, mas é uma sensação muito loca!

Oceano Pacífico - Vina del Mar

Até porque nem só de futebol a gente vive, o rolê tem que ser completo!

Vina del Mar

Recomendo a viagem ao Chile, em especial à Santiago. Um lugar de muita história, marcado por bons e maus momentos.

Antes de irmos embora ainda conseguimos subir o Cerro Santa Lúcia para ver Santiago lá de cima.

Assim, tivemos uma visão mais completa da capital, antes de nos despedirmos do Chile.

Esperamos poder voltar um dia e conhecer mais sobre sua cultura e seu povo.

Levamos na lembrança imagens, cheiros, sons e muitos cds, dvds, fotos…

Assim, acabamos nosso rolê pelo Chile e rumamos a Montevidéo.

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!!

18 Respostas to “Rolê boleiro pelo Chile”

  1. Anderson Olivieri disse:

    Me senti andando por Santiago. Acho que vou ter que antecipar essa viagem e fazê-la logo. Rs. Dos times locais, comprou alguma camisa, MAU!?

  2. Maravilha… Show de post. Completo, completíssimo. Como disse meu xará Anderson aí em cima, me senti caminhado ao lado de vocês. O Chile é um local que tenho vontade de um dia conhecer. Tive um vizinho aqui em Curitiba que é Chileno e nos falava muito bem de Santiago… Tem uma foto ali que é meu sonho de consumo: Camisas do Colo-colo. Bjos Imensos aos meus dois amigos. Saudades.

    Anderson Vianna,CTBA
    C&M

  3. Luciano Coelho disse:

    Muito legal. Porque não foram ao estádio do Colo Colo?

    Parabéns.

  4. Rafael Rosa disse:

    Mau, muito bom seu texto e sua aventura!
    Também fiquei com vontade de conhecer Santiago… você está se saindo um grande divulgador turístico… hehehe…

    Abraços

  5. Olá, parabéns por essa viagem !!!!! eu e meu irmão estamos já vinhamos planejando algo semelhante à essa aventura pelo Chile. Adoramos o futebol Chileno e esperamos que no fim do ano consigamos estar lá !!!!!
    Muito legal mesmo !!!!!
    ficou faltando somente o estádio do Colo-Colo mesmo

    Parabéns !!! Continue nos brindando com grandes matérias !!!!

  6. Olá, como meu irmão acima já comentou, pretendemos estar lá no fim do ano, mas poxa, uma coisa ficou faltando. O estádio do meu time de coração aí no Chile, o San Carlos de Apoquindo, estádio da Universidad Catolica. abraço Parabéns pelo bloh. nota 10!

  7. […] O time manda seus jogos no Estádio Municipal de La Cisterna, com capacidade para 12 mil pessoas. Estivemos lá em fevereiro de 2011 (veja aqui como foi): […]

  8. […] Nosso rolê boleiro pela América Latina, deste ano (2012) nos trouxe novamente ao Estádio Nacional, para um jogo da Universidad de Chile, a “La U“. Para saber mais sobre nosso rolê boleiro pelo Chile de 2011, clique aqui. […]

  9. Jônatas Willian Corrêa disse:

    Muito legal esse post do Chile! Estou indo pra Santiago em Junho, e o post me deu uma base legal sobre a cidade e do que conhecer. Também sou maluco por estádios, e sempre que tenho a oportunidade estou conhecendo algum novo. Com certeza, pelo menos ao Nacional eu irei! Parabéns pelo blog mais uma vez!!

  10. Marcelo Caju disse:

    Grande aventura…Isso me deixa morrendo de inveja…rsss.

    Estava entrando no site para ver se você tinha publicado a foto que tiramos lá no Aeroporto de Carrasco em Montevideo..Lembra?Sou o carioca que estava vindo do jogo do Flamengo contra o Lanús.
    Comecei a acompanhar teu assim,depois que tive a ideia de montar um blog sobre os estádios que já havia visitado.Foi ai que descobri o teu site e que me deixou babando sobre tuas aventuras..

    Forte abraço e bom retorno.

    Marcelo Caju – Porto Alegre RS

  11. Daniel Cristiano disse:

    Fala Brother,

    Muito maneiro seu blog.

    Brow tenho uma pergunta sobre o Estádio Nacional, existe Tour pelo estádio !?

    Abs

    • asmilcamisas disse:

      Olha Daniel, a gente só foi lá em dia de jogo, então não tenho certeza, mas pelo porte do estádio, se não tiver uma tour guiada, deve no mínimo ter como vc entrar pra conhecer as arquibancadas e o entorno.
      Abraços

  12. Diogo disse:

    Site sensacional! Melhor sobre viagens futebolísticas! Parabéns Maurício!

  13. […] já estivemos em Santiago por duas vezes e em ambas fomos a jogos da Universidad de Chile, veja aqui como foi em 2011 e aqui como foi em 2012. Pra quem tem preguiça de entrar nos links, seguem algumas fotos desses […]

  14. Gustavo disse:

    Ola! Sabe me dizer qual o setor do estadio da La U é tranquilo de ficar?


Deixe um comentário

*