Estádios do Oeste Paulista: 15 e 16- Assis

De volta a Assis! Cidade onde meu pai viveu e onde parte da minha família ainda vive.

Assis tem crescido bastante mas ainda mantém boa parte de áreas verdes, como o tradicional Parque “Buracão”.

Algumas avenidas da cidade estão repletas de mangueiras, pena que nessa época do ano, ainda não tem fruta nos pés…

Já estivemos em Assis para escrever sobre futebol por duas vezes. A primeira e mais marcante delas em 2011, quando viajamos mais de 500 km para ver um jogo do Assisense e o time visitante (o Ilha Solteira) deu W.O. (clique aqui e veja como foi).

A segunda visita, foi pra ver o jogo entre Assisense e o Fernandópolis (clique aqui e veja como foi).

Dessa vez, a visita ao Estádio Municipal Antonio Viana da Silva, o “Tonicão” foi mais rápida, só pra rever o local, que aliás estava fechado…

Meu pai também esteve nesse rolê e foi nosso guia, relembrando histórias do VOCEM, da Ferroviária, do São Paulo e demais times da cidade.

Bom, mas hoje não tem jeito de fotografar o Estádio.

Ou tem?

Ah, pelo buraco deu pra ver que os mais de 10.000 lugares do estádio, construído no início dos anos 90, onde o Clube Atlético Assisense manda seus jogos.

Mais uma bilheteria pra nossa coleção!

A fachada do Estádio está bem arrumadinha, mas perdeu o distintivo do Assisense, que antes ilustrava o muro.

Falando no time do Assisense, que segue disputando a série B do Paulista, a cidade parece estar apoiando um pouco mais do que nos últimos anos (em 2012 o time nem participou da competição). Até dá pra comprar ingressos e camisas do time, nas lojas do centro.

Voltando ao estádio, uma outra olhada pelo buraco pra ver lá ao fundo um pouco mais da área verde do Parque do Buracão.

O Estádio fica ali na Vila Operária, na mesma avenida do Parque, num lugar bem tranquilo.

Quer ver um jogo por lá? Coloque aí no GPS o endereço:

Só toma cuidado com o gato louco.. Olha a cara dele, mano…

Fomos dar uma caminhada pela Vila operária, o local do VOCEM, e onde minha família viveu até a vó Luzia falecer, e olha quem nós encontramos… o Padre Aloísio Belini, patrono do VOCEM e agora símbolo da Escola de Samba Unidos da Vila Operária.

Ah, achei uma foto minha ao lado do Padre Aloísio, do meu avô Tonico e do meu primo (camisa do São Paulo) Marquinhos.

Essa é a Igreja da Paróquia da Vila Operária.

Outra coisa que marca a Vila Operária são os trilhos que limitam o bairro. Nessa altura, o mais engraçado é que o trem quando passava por ali, a caminho de São Paulo, ao invés de seguir no sentido da capital, ele ia no sentido contrário, até Cândido Mota. Só lá, ele fazia a volta e começava a dirigir-se para São Paulo.

Ao redor dos trilhos a história da cidade foi se construindo. De galpões (de onde saiam os grão produzidos na terra vermelha) a bairros, como a Vila Operária.

Ainda está de pé o local da estação de Assis.

Ainda está ali na parede o nome da parada. “Assis”.

Hoje, a cidade cresceu, vivem ali mais de 100 mi pessoas.

O centro da cidade está repleto de lojas tradicionais e muito movimento.

Mas, essa viagem para Assis tinha uma outra meta especial, que era visitar o terceiro estádio da cidade, o único que ainda não havíamos fotografado: o Estádio  Marcelino de Souza, onde o Clube São Paulo de Assis e o próprio VOCEM mandavam seus jogos. E lá fomos nós!

O estádio fica junto do clube, e conseguimos entrar para fazer algumas fotos!

Mas antes de entrar, o jeito foi filmar de cima do muro mesmo…

Bela arquibancada para um estádio que atualmente só recebe partidas do futebol amador, hein?

O gramado também está muito bem cuidado!

É aqui que o time do São Paulo de Assis, fundado em 1952, mandava seus jogos.

O time chegou a disputar 4 competições oficiais da Federação Paulista.

O campo fica pertinho da linha do trem!

Enfim… esse foi mais um rolê por Assis. Espero voltar ano que vem para acompanhar mais um jogo do Assisense.

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!!

3 Respostas to “Estádios do Oeste Paulista: 15 e 16- Assis”

  1. Vivian Ferreira Costa disse:

    Muito bom! Fiz uma volta ao passado.
    Sou assisense, nascida na vila operária. A história do Vila Operária Clube Esporte Mariano (VOCEM), hoje Assisense, é mesmo fascinante. Parabéns!

  2. lazaro G da silva disse:

    estive ai em assis trabalhei no tren noturno


Deixe um comentário

*