Em busca do Estádio perdido em São Luís – parte 2 “O Castelão”

Retomando mais um rolê do ano passado, mais precisamente na virada do ano quando fomos até o Maranhão conhecer a linda São Luis, as praias, as pessoas, os lençóis maranhenses e…. o futebol local!

E o lugar mais importante quando falamos de futebol no Maranhão é o Estádio Governador João Castelo, popularmente conhecido como Castelão.

O Castelão é um estádio multiuso, no bairro Outeiro da Cruz, segundo as pessoas que conversamos, é um típico bairro da periferia do Nordeste, com as coisas boas e as más. Dentre as boas… a arte, cultura e o futebol!

O Castelão foi inaugurado no dia 1º de maio de 1982, com o jogo entre Maranhão e Sampaio Corrêa.

O recorde de público é de 98.720 pessoas em 1998, quando o Santos venceu o Sampaio Corrêa por 5×1, pela Copa Conmebol.

O recorde anterior era de 95.000 pessoas, de 1987, com o clássico Moto Club 3×1 Sampaio Corrêa.

Atualmente as arquibancadas do Castelão foram reduzidas para 40 mil torcedores, mas mantém-se lindas!

Vários bares disponíveis para atender aos torcedores.

O jogador que mais marcou gols no estádio Castelão foi o centroavante Bacabal, que anotou quase duzentas vezes no estádio.

O nome é uma homenagem a João Castelo Ribeiro Gonçalves, governador do Maranhão de 1979 a 1982. Uma pena que o futebol siga homenageando políticos…

Mas o Castelão passou por maus momentos… Em 2004, localizaram rachaduras que comprometiam a estrutura física do estádio, e por isso, o estádio ficou fechado até 2012, quando passou por uma reforma para atender os padrões FIFA.

2012 foi o ano do 400º aniversário de São Luis e a reinauguração do Castelão se deu com o jogo Sampaio Corrêa 4×1 Vilhena, pelas oitavas de final do Campeonato Brasileiro Série D, frente a 40 mil torcedores.

Como sempre fazemos questão de dizer, é uma grande honra poder conhecer mais um estádio tão importante para o futebol maranhense e nacional.

Falando em sua importância nacional, o Castelão foi palco da Seleção Brasileira por quatro vezes: frente a Portugal, em 1982, em 1986, contra o Peru, em 1998 contra a antiga Iugoslávia, e em 2001, contra a Venezuela.

Ao lado, a antes paixão local GUARANÁ JESUS, agora, apenas mais um produto da multiglobal Coca-Cola…

Fica aí nosso obrigado ao pessoal de São Luís que nos recebeu tão bem, nessa tour!

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!!

2 Respostas to “Em busca do Estádio perdido em São Luís – parte 2 “O Castelão””

  1. Neto disse:

    Bacana sua visita, belo estádio, o nosso Castelão, de São Luís do Maranhão.


Deixe um comentário

*