Em busca do estádio perdido em Zagreb (parte 3 de 3)

Chegamos a terceira e última parte da nossa viagem pela Croácia, terra de onde Brunoslav Noznica (também conhecido como Peruca, ou simplesmente, meu avô) veio.

Pra quem gosta de turismo, viajar pela Croácia é mais fácil do que se parece e Zagreb, a capital, é uma cidade que oferece muita coisa legal para se fazer.

Mas prepare-se para o frio, se você for no inverno!

O terceiro estádio visitado foi o Stadion Radnik, que fica na cidade de Velika Gorica. É lá que a seleção Croata sub-20 manda seus jogos, assim como o time HNK Gorica.

HNK significa Hrvatski Nogometni Klub, ou Clube Croata de Futebol.

Na temporada 2010/11 foram campeões da “Croatian Second Football League” e assim subiram para a primeria divisão, mas sua licença foi revogada.

Esse ano, o time segue jogando a segunda divisão, mas é líder da competição, então pode ser que no ano que vem, o estádio vire palco da primeira divisão croata.

Mas falando do Estádio, ele também é conhecido como Gradski Velika Gorica.


O estádio foi construído para a Universíade de Verão de 1987, realizada em Zagreb.

Desde então, foi renovado duas vezes, em 1999, para os Jogos Mundiais Militares, realizados em Zagreb, e em 2010, para cumprir os requisitos para o Druga HNL, campeonato croata da segunda divisão.

O Stadion Velika Gorica tem uma capacidade de 8.000 torcedores.

Ele fica ali pertinho do aeroporto, então quem quiser conhecê-lo sugiro que seja o último passeio em Zagreb.

O time tem até uma estrutura de marketing própria (ou pelo menos um carro só deles hehehe).

Não sei se é uma impressão minha, mas ele lembra os grandes estádios do interior paulista, tipo o Serra Negra, o Jayme Cintra… não lembra?

Orgulho em levar a camisa do Ramalhão a mais um estádio mundo afora.

E sempre contente em ter a Mari curtindo e ajudando a registrar tudo, afinal, futebol não é só pro seu namorado

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!!

Deixe um comentário

*