Uma volta pelos estádios portugueses em 2020 – Parte 7: Nazaré, Óbidos e Queluz

A cada post que escrevo fico mais apaixonado por Portugal… Depois de passarmos por Lisboa, Leiria, Coimbra, Aveiro, Santarém, Fátima, Vouzela e Viseu, além de um post sobre o jogo entre o Estoril e o Feirense, agora é hora de falar um pouco sobre nosso rolê por Nazaré, Óbidos e Queluz.

Nazaré e suas ondas gigantes - Portugal

Tivemos pouco tempo para essas cidades, e acredite o rolê por lá é muito legal… Então, confesso que dei muito pouca atenção e tempo ao futebol, mas nada que um pouco de pesquisa não nos ajude…

Nazaré e suas ondas gigantes - Portugal

Começamos falando de Nazaré, a cidade conhecida como paraíso dos surfistas de ondas gigantes!

Nazaré e suas ondas gigantes - Portugal

Mas nem só de ondas gigantes vive Nazaré, a cidade também tem um monte de coisas legais pra serem visitadas, como o Mercado Municipal.

Nazaré e suas ondas gigantes - Portugal

O nuestro hermano Checho, de Buenos Aires iria quedar loco con essa Vespa:

Nazaré e suas ondas gigantes - Portugal

Basciamente a praia de Nazaré é dividida em duas partes pelo Miradouro do Suberco, assim de um lado temos a praia de Nazaré, essa da foto abaixo (que tem ondas pequenas) e a praia do Norte (onde ficam as ondas gigantes):

Nazaré e suas ondas gigantes - Portugal

Nazaré e suas ondas gigantes - Portugal

Dá pra subir lá de carrro, ou pelo elevador turístico.

Nazaré e suas ondas gigantes - Portugal

Uma vez lá em cima… Aproveite a vista!

Embora fosse inverno em Portugal, que é a época das ondas gigantes, achei que as que a gente viu, não eram aquelas assustadoras…

Nazaré e suas ondas gigantes - Portugal

Olha a praia de Nazaré, lá do outro lado…

Nazaré e suas ondas gigantes - Portugal

Aqui dá pra ver como o mar é dividido em duas praias:

Deu até pra fazer pose…

Nazaré e suas ondas gigantes - Portugal

Lá em cima, tem ainda um museu do surfe (vários brazucas são lembrados ali).

Nazaré e suas ondas gigantes - Portugal

Um visual único! Aqui dá pra ter ideia do tamanho delas comparadas a um surfista:

Nazaré e suas ondas gigantes - Portugal

É um paredão d’ água….

Nazaré e suas ondas gigantes - Portugal

E um paredão rochoso também…

Nazaré e suas ondas gigantes - Portugal

Um lugar pra ficar na memória!

Nazaré e suas ondas gigantes - Portugal

Mas Nazaré, também tem futebol! Conheça o Grupo Desportivo Nazareno!

Grupo Desportivo Os Nazarenos

Fundado em  03 de setembro de 1924, o Grupo Desportivo Nazareno manda seus jogos no  Estádio Municipal da Nazaré.

Estádio Municipal Nazaré - Grupo Desportivo Os Nazarenos

O distintivo dos Nazarenos está ali reforçando o amor pelo time da cidade.

Estádio Municipal Nazaré - Grupo Desportivo Os Nazarenos

Atualmente, o time disputa o Campeonato distrital da Associação de Futebol de Leiria.

Estádio Municipal Nazaré - Grupo Desportivo Os Nazarenos

Este é o time que jogou a temporada de 2017/18:

Grupo Desportivo Os Nazarenos

O Estádio Municipal de Nazaré tem capacidade para quase 5 mil torcedores.

Estádio Municipal de Nazare - Portugal

Vamos dar uma olhada no entorno do estádio, antes de irmos embora…

Nossa próxima parada (onde passamos a noite) foi a misteriosa cidade murada de Óbidos.

Óbidos - Portugal

Na verdade, Óbidos é uma vila portuguesa, do distrito de Leiria e é um lugar mágico. A princípio a gente só ia passar por lá, mas decidimos dormir na cidade uma noite pra sentir o clima, e o hotel já ajudou a gente a entrar no clima:

Óbidos - Portugal

Óbidos - Portugal

Além dos apetrechos tinha um modelo de soldado das cruzadas.

Óbidos - Portugal

Desde 2007, o Castelo de Óbidos é considerado um dos monumentos mais relevantes do património arquitetónico português. E não é por menos, se liga no visual:

Óbidos - Portugal

Óbidos - Portugal

O nome Óbidos não tem nada a ver com “óbitos”, mas sim “ópido”, que significa “cidadela”, ou “cidade fortificada”. E os muros não a deixam mentir…

Óbidos - Portugal

Óbidos - Portugal

O lugar esteve nas mãos dos Mouros até 1148, quando passou para as mãos dos cristãos e se tranformou, séculos depois nesse lugar turístico, praticamente adormecido no tempo.

Óbidos - Portugal

Nosso hotel ficava fora da muralha (bem mais barato), mas da área externa podiamos ver o castelo.

Óbidos - Portugal

Mas ainda restam lembranças dessa história…

Óbidos - Portugal

Aqui, a diversão é andar pelas ruelas dentro das muralhas e tomar ginja (um licor de cerejas portuguesas que vem dentro de um copinho de chocolate).

Óbidos - Portugal

Óbidos tem um monte de doces gostosos!

Óbidos - Portugal

Em 2015, a UNESCO considerou Óbidos como cidade literária, e o resultado foram várias livrarias nos lugares mais doidos possíveis.

Óbidos - Portugal

Assim, rolou a reabilitação de espaços degradados transformados em livrarias. Até a Igreja de Santiago se transformou em uma livraria!

Óbidos - Portugal

Óbidos - Portugal

Olha ela por fora:

Óbidos - Portugal

Também passamos pela Igreja Santa Maria, a Matriz de Óbidos, cuja história se inicia láááá no período visigótico, sendo sido convertida em mesquita durante a época muçulmana e reconvertida para o cristianismo após D. Afonso Henriques ter conquistado a vila, em 1148.

Óbidos - Portugal

Não deu tempo pra conhecer o estádio local, a casa do Óbidos Sport Clube.

O time foi fundado em 1925, este é o elenco de 2019:

Estádio Municipal de Óbidos - Óbidos Sport Clube - Óbidos - Portugal

Achei no Face deles mais umas imagens do time:

Óbidos Sport Clube - Óbidos - Portugal

O Óbidos Sport Clube manda seus jogos no Estádio Municipal de Óbidos.

Estádio Municipal de Óbidos - Óbidos Sport Clube - Óbidos - Portugal

O estádio tem capacidade para 3 mil pessoas.

Estádio Municipal de Óbidos - Óbidos Sport Clube - Óbidos - Portugal

E fica numa área mais distante de onde estávamos:

Estádio Municipal de Óbidos - Óbidos Sport Clube - Óbidos - Portugal

Nossa próxima parada foi a cidade de Queluz, para conhecer o Palácio de Queluz:

 Palácio Nacional de Queluz - Queluz - Portugal

Foi neste palácio, mais precisamente neste quarto (o quarto é chamado D Quixote) onde nasceu e morreu D Pedro I:

 Palácio Nacional de Queluz - Queluz - Portugal

O Palácio é um verdadeiro museu, com diversos materiais e decorações do século XIX.

 Palácio Nacional de Queluz - Queluz - Portugal

E fica numa área que é um verdadeiro parque.

 Palácio Nacional de Queluz - Queluz - Portugal

 Palácio Nacional de Queluz - Queluz - Portugal

O ambiente interno é realmente uma volta ao passado!

 Palácio Nacional de Queluz - Queluz - Portugal

E as estátuas do lado de fora são no mínimo…. curiosas!

 Palácio Nacional de Queluz - Queluz - Portugal

Eu estava lendo a biografia de D. Pedro I e por isso o passeio foi bem esclarecedor.

 Palácio Nacional de Queluz - Queluz - Portugal

 Palácio Nacional de Queluz - Queluz - Portugal

Por falar em D. Pedro I, olha ele aí!

 Palácio Nacional de Queluz - Queluz - Portugal

E aqui, o pai dele, D João:

 Palácio Nacional de Queluz - Queluz - Portugal

Também não tivemos como conhecer o futebol local e o time do Real Sport Clube, cujo nome é uma homenagem ao Palácio Real de Queluz, mas fica aí nossa homenagem a mais um time das divisões de acesso de Portugal.

Real Sport Clube - Queluz - Portugal

O Real Sport Clube nasceu da fusão de dois times, em 1995: o Grupo Desportivo de Queluz (este fundado em 1951) e o Clube Desportivo e Recreativo de Massamá e manda seus jogos no Complexo Desportivo do Real Sport Clube, com capacidade para 3.600 torcedores, quem sabe numa próxima vez possamos conhecê-lo ao vivo!

Complexo Desportivo do Real Sport Clube

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!!

2 Respostas to “Uma volta pelos estádios portugueses em 2020 – Parte 7: Nazaré, Óbidos e Queluz”

  1. Davi disse:

    Cara, que fantástico!
    Me amarro nessas cidades e construções antigas e como elas vão resistindo ao tempo e transmitindo, de geração a geração, sua história. Sempre penso no que essas paredes “viram” e como devia ser o dia a dia na época dos seus auges. Quanta história!
    Legal também ver o futebol local presente nessas cidades


Deixe um comentário

*