Inter de Bebedouro 3×1 Primavera de Indaiatuba

Um feriado emendado na agenda e uma vitória do Santo André, na sexta feira contra o São Caetano me motivaram a pegar o carro e cair na estrada no sábado para ir até Bebedouro assitir ao jogo da Inter local contra o Primavera de Indaiatuba.

E aja estrada, amigo… Saí de Santo André às 8h da manhã, parei em Campinas para almoçar com a família da Mari e às 15h, ou seja quando o jogo estava começando, eu ainda estava há mais de 60 km da cidade…

E se a distância parecia não ter fim, acredite, os pedágios atrapalham muito mais… Foram vários!

Mas, enfim, cheguei à belíssima cidade de Bebedouro!

E mais do que correndo me dirigi ao Estádio Sócrates Stamato, que já mantinha as portas fechadas para o meu desespero…

O Estádio Municipal é um belo lugar, com muita história para contar! Sua capacidade é de 15.300 lugares.

Como não é a primeira vez que chegamos atrasados num jogo, procurei manter o controle e fazer o que faço sempre. Procurar o responsável pelo estádio em algum portão secundário.

E lá estavam eles (os dois são gente finíssima, o da esquerda é o seu Nossor e o da direita o Cabral).

Afoito, perguntei como se entrava no estádio, e logo vi o portão aberto atrás deles. Nem bem esperei a resposta e saí correndo.

Pobre Mau… Assista ao vídeo para entender meu sofrimento…

Bom, já que não tinha o que fazer, aproveitei a oportunidade para fazer umas fotos do Estádio, mais uma joia do futebol do interior paulista:

A “Toca do Lobo Vermelho” está muito bem cuidada.

É um daqueles estádios antigos, mas muito bem preservado e com várias intervenções nas paredes que dão um toque todo especial a cancha!

Há uma pequena parte coberta (o sol é forte na região) e um anel com cerca de 25 degraus, em volta de todo o campo.

Ok! Confesso que fiquei mal com a perda do jogo, porque na manhã seguinte já teríamos um outro compromisso e não compareceríamos ao jogo…

Foram momentos de decepção que me ensinam a sempre rever as datas (entenda, não é que tenhamos planejado errado, o caso é que a Federação alterou a data em cima da hora).

Uma última olhada no gramado e nas bancadas…

Uma última passada em volta do Estádio…

E vamos embora!

Mas antes, fomos tomar um sorvetinho no tradicional “Chiquinho”, onde pude conversar com alguns torcedores locais e ver que existe muita admiração pela Inter.

No caminho percebemos que a cidade mantém uma arquitetura diferenciada.

Passamos também por uma faculdade com um belo campo, que desconfiamos seja o ex campo da Inter, o Estádio Arnaldo Bulle, alguém confirma?

Abaixo, a prova de que nem mesmo a gráfica que fez os ingressos teve tempo para corrigir a alteração da data do jogo:

Essa e outras fotos do jogo podem ser encontrada no site da torcida: www.sanguedolobo.com .

Ficamos devendo acompanhar um jogo do Lobo, em Bebedouro, mas agora precisamos esperar saldar as dívidas feitas em combústivel e pedágios…

Até lá, nos vemos pelos estádios…

Apoie o time da sua cidade!

12 Respostas to “Inter de Bebedouro 3×1 Primavera de Indaiatuba”

  1. Roberto disse:

    Ola amigo venho acompanhando sua trajetoria desde Inter x São Vicente.

    O nome do Artista ai e Cabral.

    O estadio da Faculdade e o antigo lar do Lobo vermelho.

    Foi a leilão por incompetencia de outros.

    Mas ainda esta sob judice, aguardando definição final.

    Quanto ao estadio tem capacidade para 15300 pessoas aquela placa e o permitido antes da reforma.

    OK

    • asmilcamisas disse:

      Po, Roberto, muito obrigado!
      Por acaso vc não é um dos “malucos” que foram até São Vicente ver o jogo do Lobo, é?
      E parabéns pela bela cidade!!
      Ah, e obrigado pela dica, o Cabral foi muito gente boa comigo, se vc o vir, diga que eu escrevi sobreo estadio e posteei a foto dele, ele ficara contente!

  2. Ih, Mau !!! Esquenta naum, vocês tem crédito !!! rsrsrsrs… Mas valeu pelas imagens do estádio, e as informações mais… E o dia pelas fotos estava Jóia para um “pé na estrada”.

    Abçs,
    Anderson – CTBA

    • asmilcamisas disse:

      Pois é Anderson, o lado triste é que o dinheiro que a gente gasta indo pra esses lugares é alto e ultimamente minha conta parece a torcida da inter… vermelhinha, vermelhinha….

  3. Filipe disse:

    Que merda, hahaha! Mas é isso, faz parte das aventuras.

    Boa sorte na próxima.

    Abraço,

    Filipe
    Pelotas/RS, terra do Grêmio Esportivo Brasil!

    • asmilcamisas disse:

      Po, mas que é triste é, ainda mais que eu já tive o azar de pegar um wo, esse ano há quase 500 km também.
      Estou indo pra Porto Alegre no feirado de finados, pena que Pelotas é tão longe, sou louco para ver um jogo do Brasil com os Xavantes…

  4. Daniel Toller disse:

    Confirmando a informação, o estádio da faculdade (FAFIBE) é a antiga sede do time internacionalino, conhecido como Bullão! Com apenas uma ressalva, o nome é Arnoldo Bulle e não Arnaldo!
    Grande Abraço!
    Parabéns pelo site, estou sempre acompanhando!

    • Arnoldo disse:

      Bela ressalva Daniel Toller, espero que um dia o glorioso nome (Arnoldo Bulle), retorne ao grande estádio, abraços a todos.

      • asmilcamisas disse:

        Sempre me pergunto se os nomes das coisas serão eternos…. Esses dias mudaram o nome de um prédio aqui de Santo André que (não me perguntem como) era uma homenagem a um tio avô da Mariana (que é de Cosmópolis)

  5. Puggina disse:

    Uma curiosidade é o fato de o Arnoldo Bulle ser o primeiro estádio do interior paulista a ter iluminação artificial tendo sido inaugurada no dia 29/04/1930.

    A Inter se despediu do “Bullão” (depois de 70 anos usando o estádio) no dia 24/02/1991, perdendo para o Jaboticabal por 2 a 1.

    O primeiro jogo do Stamatão (o novo estádio) foi contra o XV de Jaú com uma vitória do Lobo por 2 a 1.

    Parabéns pelo blog!

  6. […] feriado de 12 de outubro tentei ver um jogo daInter de Bebedouro, mas não consegui (veja aqui porque). Ao menos aproveitei para dar um rolê pelas cidade vizinhas e pude fotografar os estádios […]


Deixe um comentário para Puggina

*