Santo André x Americana – O Basquete que um dia iremos sentir falta

Sexta feira, 23 de março de 2012. O verão chegou ao fim, essa semana. A noite começa a cair sem aquele calor que vinha nos castigando nos últimos meses.

Hoje não tem futebol, mas a presença do amigo inglês Steeve Punk exige um rolê especial para o reencontro. Vamos acompanhar mais uma vez o basquete feminino do Santo André, no Ginásio Pedro Dell´Antonia.

Além do Steeve, completam nosso “time” o Guilhermão, o Fabrício e a rapaziada da Fúria, além de outros torcedores do futebol, que se renderam ao basquete nesta sexta.

Mesmo assim, por se tratar de uma semifinal do campeonato brasileiro, acho que tinha pouca gente…

Mas… Como já falei diversas vezes aqui no blog, infelizmente a maior parte da população de Santo André, prefere renegar a cultura e esportes locais. Só o que funciona por aqui são as baladas na Rua Figueiras, onde a burguesia e a periferia se encontram para gastar (uns mais, outros menos) em torno do alcool, das drogas e outros prazeres momentaneos.

É um processo difícil para mim aprender a conviver com essa nova cara da nossa região, menos politizada, mais endinheirada com a liberdade de fazer o que quiser com suas vidas e escolhendo não fazer nada.

Ainda bem que ainda existem meia dúzia de idiotas como eu que ainda gostam de se divertir com algo menos “glamouroso”, como o esporte.

Sem falar nas próprias atletas, que jogam, treinam e se dedicam graças a um apoio quase simbólico vindo da prefeitura, por conta da parceria com a SEMASA.

Aliás, acho que é aí que o time de Santo André ganhou o coração da torcida que normalmente acompanha o futebol.

O Basquete de hoje, ainda detém o romatismo do futebol de antigamente. Gente jogando e se envolvendo muito mais por amor do que por qulaquer projeção profissional.

Além disso, como a Mari fez questão de lembrar, o esporte feminino no Brasil ainda é muito pouco divulgado, apoiado e curtido.

Assim, não apenas o time de Santo André, mas também o de Americana é formado por guerreiras que estão construindo uma história para o basquete e esporte feminino nacional, dia após dia.

O pessoal da Fúria Andreense levou seus cantos e faixas para o ginásio, dando ao menos um ar de competição e colaborando no apoio ao time do Santo André.

Abraço ao pessoal que compareceu e que ainda hoje deve viajar até Araras para assistir ao futebol (União São João x Santo André).

Enquanto isso, em quadra, um jogo incrível, digno de final de campeonato. O Santo André permanecia atrás por 3, ou até 6 pontos mas sempre recuperava, empatava e até chegava a virar o placar.

A técnica Lais disse que essa é sua última temporada no basquete, o que é uma pena não só para nossa região, mas para o basquete feminino, como um todo.

É incrível como ela parece ter o time na mão. Mas, infelizmente o time apresentou algumas falhas individuais que impediram que chegasse a metade da partida com o jogo conquistado.

Se era ruim para o jogo em si, essa mudança constante no placar, conquistada com tanta raça, levou a torcida presente à loucura.

No intervalo, a técnica Laís Elena fez o que pode para acertar o time…

 

O resultado foi um jogo ainda melhor, mas verdade seja dita, o time de Americana era muito bom.

A torcida fazia sua parte tentando “incendiar o caldeirão”…

Em quadra, uma verdadeira guerra de nervos. Faltando poucos segundos o jogo estava empatado e a posse de bola era do Santo André, mas… Não consegiram o arremesso…

Assim, fim de jogo e o placar… Empatado: 76 x 76.

E vamos à prorrogação… Já temos mais de duas horas de jogo…

O time do Santo André parece cansado e o Americana consegue abrir 6 pontos de vantagem, logo de cara.

Mas, quem achou que seria fácil, se enganou mais uma vez.

O Santo André se reencontrou e diminuiu a vantagem para 2 pontos.

Mas…

Não dava mais tempo…

Fim de jogo, Santo André 85 x 83 Americana…

Ficou difícil imaginar nossa bandeira mais uma vez hasteada, no Dell´Antonia…

Pra nós ficou a certeza de que se a cidade apoiasse um pouco mais, teríamos no esportee uma nova fonte de diversão, cultura, lazer e até emprego.

Parabéns aos torcedores que compareceram e às atletas que jogaram como guerreiras!

E um alo especial para o torcedor especial que compareceu ao jogo…

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!!

2 Respostas to “Santo André x Americana – O Basquete que um dia iremos sentir falta”

  1. Punk Canibal disse:

    Esqueceu de falar que o pequeno torcedor especial também tinha um amigo muito especial…


Deixe um comentário

*