Em busca do estádio perdido em João Pessoa

No final de 2011, tivemos a oportunidade de conhecer a capital da Paraíba, João Pessoa e nos encantarmos com a natureza, a cultura e principalmente as praias da região!

Pra quem gosta de tranquilidade, a melhor dica é a praia de Coquerinhos.

Falando em coqueiros, não deixe de experimentar o coco amarelo…

Aliás, coco em João Pessoa é barato. A gente tomava uns 6 por dia, e olha o preço….

Outra dica bacana é a loja Comic House, para aqueles que como eu curte quadrinhos.

O site deles é www.comichouse.blog.br e esse é o Manassés, proprietário da loja e que entende pouco de quadrinhos…

Outro rolê legal é visitar os diversos mercados, esse é o de Tambaú:

Também vale a pena conhecer o centro da cidade, e dar uma olhada na vista do Rio Jaguaribe (na foto, dá pra ver o porto local).

Mas o negócio mesmo é curtir um relax… Descanso total!

Pra quem não sabe, o ponto mais oriental do Brasil fica em João Pessoa, também conhecido como “Ponta do Seixas”.

Ah, e cuidado com o sol…

Uma curiosidade sobre a região, é que na cidade vizinha, Cabedelo, fica o km 0 da Transamazônica.

Um passeio bem brega, mas que é engraçado e até bacana, é a ida até a Praia do Jacaré e curtir o por do sol ao Som do Bolero de Ravel. Ai, é cada uma, meu irmão…

Mas olha, o negócio mesmo é curtir as praias e suas águas cristalinas.

Bombaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!

Eu acho muito loco quando a água do mar se encontra com algum braço de rio de água doce…

Mas a Paraíba reserva ainda outros cenários maravilhosos que merecem ser visitados, como a praia do Tambaba (já no município vizinho de Conde):

Daria pra passar um tempão falando das praias e mostrando as fotos, mas se você está nesse blog é porque curte futebol, então vamos logo com isso! Antes de mais nada, vale a pena uma parada no centro da cidade para conhecer um ponto muito bacana onde vendem-se posteres de futebol.

Mas o ponto alto do rolê boleiro foi conhecer o Estádio José Américo de Almeida Filho, o tradicional “Almeidão”.

O estádio foi inaugurado em 1975, num jogo entre o Botafogo local e o Botafogo carioca, sendo vencido pelos visitantes por 2×0, frente  a mais de 15 mil pessoas.

O Estádio fica num bairro um pouco afastado do centro, e por isso praticamente vazio nos dias que não tem partidas acontecendo.

Mas, nem por isso, o estádio deixa de ter seu valor histórico!

O projeto arquitetônico do lado externo é bastante diferenciado!

Mas infelizmente, o estádio está meio descuidado… Olha o entorno, quase desértico:

O Estádio fica no Bairro do Cristo Redentor.

Segundo um amigo de lá, o roda viva, famosa “casa de diversões adultas”, tão cantada pelos Raimundos, nos anos 90, fica ali nas proximidades do Estádio.

Como nos consideramos atletas, temos o direito de entrar e dar uma olhadinha no campo…

Atualmente, o estádio tem capacidade para cerca de 36 mil pessoas.

O Recorde de público aconteceu no ano de 1998, na final do campeonato estadual Botafogo 2 x 0 Campinense, 44.268 torcedores.

O futebol é mesmo incrível. Atualmente, esse estádio está vivendo dias agitados na disputa da série D do brasileiro 2013.

Sem dúvida, mais um grande momento do nosso blog, em um estádio de grande importância para a diversificação do futebol brasileiro.

O futebol Paraibano está se desenvolvendo e enfrentando as dificuldades de competir com o milionário futebol do sudeste, mas as coisas vão melhorando.

O Botafogo já está melhor estruturado e tem até uma loja bacana com seus produtos a venda!

Faltava algo pro rolê ficar perfeito: uma camisa do Auto Esporte, time que sou fã, na Paraíba. Procurei por todas as lojas possíveis e nada, quando já estava quase desistindo, encontrei

Quando já estava na hora de ir embora, em pleno aeroporto, ainda deu tempo de encontrar o eterno capitão do Santo André: Dedimar!

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!!

Apoie as frutas também! Viva o Cajú, de Aracajú!

Deixe um comentário

*