Resultado triste para o Ramalhão na série D…

Dia de voltarmos à Arena Barueri, onde tantas vezes nos fizemos presentes em tempos de alta rivalidade com o Grêmio Barueri (muitos nem lembram, mas fizemos a semifinal do Campeonato Paulista da série A1 de 20100.

O que também se esquece é o nome do Estádio, “Arena Municipal Orlando Batista Noveli“, que ficou popular como Arena Barueri.

Segundo a publicidade local, um dos melhores estádios do Brasil é a casa do Oeste Barueri, time que deu sequência aos trabalhos anteriores sempre com forte apoio da Prefeitura.

Na minha singela opinião, o estádio é esquisito… Sem alma, sem identificação com a cidade, enfim… Um elefante branco utilizado por um time que tem media de público de 400 torcedores e que ainda sobrevive com parcas partidas dos times da capital disputadas aí.

E esse é o nosso canto: a bilheteria dos visitantes!

Afinal… é dia de jogo fora!

Ingressos a preços acessíveis! (R$ 10 a inteira e R$ 5 a meia entrada).

A parte arquitetônica do estádio é muito bem pensada e realizada, isso não se pode negar!

Em campo, os times se perfilam para o hino nacional.

O Oeste é aquele mesmo time que nasceu em Itápolis e deixou órfã toda uma cidade (veja aqui como foi) ao trocar o interior pela Grande São Paulo em busca de uma vida melhor… Só mudou e sobrenome, agora é o Oeste Barueri.

Barueri acabou não abraçando a nova iniciativa e o resultado são bancadas bem construídas, mas quase sempre vazias.

Ao menos um pequeno grupo formado por integrantes da torcida organizada local compareceu.

A tarde estava bonita, num espetáculo de nuvens, sol e céu azul

Nossa torcida, como sempre, presente. Ahora y siempre!

Abraço ao Leandrinho, o rei da sinuca, que agora vive em Carapicuiba!

O jogo começa, e embora o Santo André até tenha conseguido segurar a bola no ataque e criado algumas oportunidades, o placar está com cara de 0x0 mesmo.

Teria sido um resultado ideal. A torcida local que não compareceu, não teria direito de reclamar…

E pra nós seria mais um ponto conquistado fora de casa. Um presente para a torcida que se deslocou até Barueri num domingo a tarde…

Mas o que esses andreenses apaixonados não podiam imaginar é que o jogo de então seria catastrófico…

De traz do gol, quase não foi possível enxergar a saída do goleiro Fabrício, num lançamento longo, que alcançou o jogador do Oeste e que abriu o placar para o time da casa.

Estamos acostumados ao mundo do futebol e não é um gol que iria nos desanimar.

Mas a verdade é que a sequência da partida foi ainda pior… Levamos um segundo gol numa falha da defesa, também em um chutão do time local.

Não que a torcida tenha deixado de apoiar. Mas já foi possível escutar gritos e reclamações, principalmente com o então treinador Palhavan.

A derrota por 2×0 custou o cargo do treinador, substituído por Renato Peixe, ex atleta do Ramalhão e que vinha dirigindo o EC São Bernardo. E que a lua ajude a curar nosso coração machucado após uma derrota mais…

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!

Semifinais do Amador de Santo André 2022

Domingo, 15 de maio de 2022, tá lá na Fanpage da liga, pode confirmar, é dia de rodada dupla no Brunão: as semifinais do campeonato amador de Santo André!

Chegando por lá, já encontramos rostos conhecidos, esse é nota mil!!!

O Estádio é o tradicional Bruno José Daniel, nossa segunda casa, e onde o Ramalhão manda seus jogos!

Logo nas paredes da entrada, vejo um recado animador!

Lá dentro, temos 4 torcidas convivendo juntas.

Do lado das antigas cobertas estão os torcedores e torcedoras da Cidade São Jorge!

Opa, e olha sli no meio o pessoal da Esquadrão Andreense que compareceu pra somar!

O futebol amador ainda reúne um bom público na cidade.

Em campo, o primeiro jogo trazia a Cidade São Jorge contra o Alvinegro.

E se de um lado era festa em azul e amarelo…

Do outro lado, o pessoal do Alvinegro não deixava por menos!

Em campo, o Alvinegro fez 3xo com 3 gols do lateral Bruno Bertucci e garantiu-se nas finais!

Enquanto o jogo chegava ao fim, a torcida do Guaraciaba começava a chegar e preencher seu espaço nas arquibancadas no Brunão.

A Fúria Vermelha é a torcida do Guaraciaba!

Além das torcidas mais fanáticas de cada time, havia muita gente acompanhando os dois jogos. Aliás, a segunda partida acabou com vitória do Guaraciaba por 2×0.

Veja os gols da segunda semifinal:

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!!

Postado em camisa de futebol on 20 de maio de 2022 – 22:48 | Comentários (0)

Longe de casa, contra tudo e contra todos…

Domingo, 8 de maio de 2022. Dia das mães. Enquanto a maior parte das pessoas se preparava para celebrar a data com a família, um pequeno grupo (que contou com uma vaquinha realizada pelos demais torcedores do Santo André para ajudar com as despesas das viagens) enfrentaram os mais de 700 km para acompanhar o Ramalhão pela 4a rodada da Série D do Campeonato Brasileiro.

Vale lembrar que o Santo André começou bem o Campeonato, vencendo a Academia Pérolas Negras fora de casa, mas sofreu duas derrotas por 1×0 jogando como mandante contra Nova Iguaçu e São Bernardo FC. Assim, a partida contra o Cianorte era bastante delicada para o time do ABC.

As fotos abaixo são do perfil oficial do time, no Instagram:

Mas a rapaziada da torcida fez um vídeo mostrando como é o estádio, na visão da torcida visitante.

Pra quem não viu o jogo, o time local abriu o placar com gol de Caio Cunha… (as 3 próximas fotos também são do perfil oficial do time no Instagram):

E o grande Denis Germano empatou com um golaço de fora da área!

Tudo isso sob os olhares da nossa torcida, que mais uma vez se fez presente!

E ali ao fundo, as faixas das duas principais organizadas do Ramalhão: Esquadrão Andreense e a Fúria Andreense.

E agora, vejamos as fotos da nossa torcida, que ficou atrás do gol:

A torcida Ramalhina ficou atrás do gol, no setor ao lado de onde fica a organizada do time local.

A outra área do estádio, fica na região central e conta com uma pequena cobertura, é onde ficam os demais torcedores locais.

Quem acompanhou o jogo presencialmente pode contar não só com um belo espetáculo (um empate conquistado na raça e na técnica, já que o time jogou melhor essa partida), como teve uma grande proximidade com o time que não apenas aqueceu como fez questão de cumprimentar, agradecer e até mesmo de vir até o alambrado para conversar com os torcedores.

O Santo André foi a campo com Fabricio Araújo (que garantiu o empate com pelo menos 2 defesas difíceis e um ótimpo posicionamento, Eliandro, Henrique Caires, Caio Ruan (João Paulo) e Udson; Tiago Ulisses, Will (Davi Ribeiro), Gharib (Denis Germano, que entrou e marcou um golaço) e Natham; Maycon (Kayan) e Ruan (Vitor), dirigidos pelo nosso treinador José Carlos Palhavan.

A próxima partida será em Barueri contra o Oeste! Confira os melhores momentos e os gols da partida:

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!!

Uma manhã de reencontros em Araras – 2a Divisão do Campeonato Paulista 2022

Domingo, 8 de maio de 2022. Dia das mães. Dona Leny ganharia seu presente e uma visita a tarde, porque pela manhã, o domingo foi dedicado à Segunda Divisão do Campeonato Paulista (também chamado de “série B”).

Era hora de reencontrar com um estádio que passou os últimos anos vazio, com o seu time licenciado… Mas também foi a oportunidade de rever o Joey, um grande amigo que, pasmem, não reencontrava há 20 anos (como é que ficamos tão velhos de repente???)

O Joey é mais um amigo que nasceu na cena punk mas que também enxerga outras conexões com a sociedade, seja o futebol, a culinária (ele é um chef vegano de primeira!), a educação, o futebol e também a literatura. Tanto, que nessa pandemia ele lançou um livro incrível de contos e poesias que se você quiser conhecer é fácil:

Eu aproveitei pra pegar o meu “em mãos”.

Vale dizer que acabamos nos encontrando praticamente na hora do jogo, sem grande planejamento. A caminho do estádio eu mandei mensagem o convidando pra aventura e como ele mora na região, topou na mesma hora!! E lá fomos nós pra mais uma aventura boleira!

O preço desse reencontro foi bem tranquilo… A meia entrada para estudantes (eu estou me formando em história!) e professores (o Joey além de tudo é professor!) era de R$ 5. E como eu estava de visita, o Joey pagou kkkk, valeu, mano!

Vale lembrar que o “Alviverde” de Araras estreou em casa contra o Independente de Limeira, então o reencontro da torcida com o time se deu naquela partida que terminou em empate por 1×1.

Infelizmente, eu acho que a cada ano que passa, a paixão do brasileiro por futebol diminui um pouco. Mas confesso que torcia para ter problemas para conseguir ingresso, já que chegamos atrasados… Mas… foi tudo bem tranquilo… A presença do público estava interessante, mas abaixo do que merece um time de tamanha tradição…

Pelo menos, havia uma “banquinha” vendendo as camisas e bonés do time (cada vez mais o futebol me lembra a cena punk e suas banquinhas!).

Vamos sentir o clima do estádio:

Claro, e velhas paixões parecem ter despertado novamente, seja pela presença de torcedores das antigas (esse aliás, eleito pelo nosso blog como o casal mais da hora do estádio!)…

Assim como a camisa do torcedor, uma verdadeira relíquia, que estava aguardando ansiosamente a hora de retornar ao Estádio Hermínio Ometto (essa camisa é mais antiga que o próprio estádio!):

Pra quem não conhece, o Estádio Doutor Hermínio Ometto, inaugurado em 1988, possui uma estrutura muito bacana. A começar pela área coberta, situada na lateral do campo.

O estádio possui capacidade para mais de 22 mil torcedores, mas depois das readequações que todos os estádios tiveram que passar, o número oficial baixou para pouco mais de 16 mil, isso porque possui um anel de arquibancadas que vai lá do outro lado, onde ficam os visitantes…

Passam ali, atrás do gol…

Até chegar no lado “de cá”, onde fica a torcida local.

Falando sobre a torcida local, fomos conversar com o Régis, da Torcida União Alviverde sobre suas expectativas quanto ao retorno do time ao futebol profissional:

Em campo, a vida do União São João não estava fácil… Espero que a torcida entenda que é natural um tempo de adaptação nesse retorno ao profissionalismo. Mas um chute rasteiro no canto do goleiro do União fez o pessoal de Amparo comemorar o 1×0. No vídeo abaixo eu me atrapalhei porque estava falando sobre o time do Atibaia com o Joey kkkk!

Se você está aqui só pelo placar… Já entrego que o União perdeu por 3×0… Aí estão os gols pelo link do pessoal do Nikão Sports:

Por mais que o resultado seja uma das coisas mais importantes para todo torcedor, eu ainda vejo o futebol de um modo mais “institucional”… O simples fato da torcida poder voltar ao estádio em Araras já devia ser a comemoração deste ano. Os resultados podem vir com o passar do tempo.

O segundo tempo veio e a torcida se mostrou satisfeita em ver algumas substituições do time que saiu jogando:

Olha aí a faixa do “Leões da Montanha“, a torcida organizada do Amparo Athlético, time do amigo João Pagan.

Ah, faltou falar do bar, que fica ali embaixo das cadeiras cobertas!

O dia de calor (no mesmo dia em que fazia um frio danado na capital e no ABC) fez com que a turma local gastasse umas boas moedas em bebidas!

Se o União São João perdeu em campo, eu acho que na arquibancada podemos considerar que houve uma vitória… Ok… não foi uma goleada, mas as pessoas estavam ali… Jovens, crianças, mulheres… Parece que existe sim uma chama verde no coração de parte da cidade…

Que as organizadas possam manter esse amor e esse apoio, cantado durante a partida… Que mais pessoas possam se dar a chance de se apaixonar pelo time da cidade…

Caso alguém tenha duvida da força e da glória do time, e do potencial que o futebol em Araras tem, basta uma olhada na sala de troféus que fica ali abaixo da arquibancada coberta…

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!!

3a rodada da série D para o Ramalhão

30 de abril de 2022: após uma derrota em pleno Brunão, é hora do Santo André se recuperar e mostrar à sua valorosa torcida que todo esse amor é merecido! O adversário é o nosso rival da cidade vizinha: São Bernardo FC.

O horário do jogo foi se aproximando e é sempre legal ver as pessoas chegando…

Hoje, a partida tem um convidado especial, o Denis, que veio de Hamburgo, na Alemanha, onde é torcedor do St Pauli, para dar seu apoio e também para conhecer um pouco da nossa bancada!

O Marques e o Ovídio fizeram questão de contar um pouco sobre a história do nosso time!

Antes de ir pro jogo, deu uma passada na sede da Fúria Andreense pra conversar um pouco sobre as iniciativas sociais realizadas no time alemão, de combate ao racismo, homofobia e fascismo

O pessoal da Leões da Fabulosa estava por lá também!

Ah, e na noite anterior ainda rolou uma experimentação de algumas cervejas artesanais produzidas pelo pessoal da Cervejaria Periférica!

Mas, voltemos ao jogo!

A Brasília do Esquerda fez sucesso com ele!

E claro, um registro com o próprio Esquerda!

Acabei me atrasando e perdi a foto do time posado, então vamos dar um rolê pelo estádio e ver como estava o clima do estádio.

Aí está o pessoal da Fúria Andreense:

O Denis foi curtir a batucada lá no meio da Fúria!

E aqui, a Esquadrão Andreense:

Lá ao fundo, nossas bandeiras:

A torcida do São Bernardo FC também se fez presente, olha aí o pessoal da Febre Amarela:

O disse que fazia tempo que não tirávamos uma foto juntos… Ta aí, mano!

O público local ainda está em menor número do que normalmente…

Mas nem por isso nossa bancada fica em silêncio por um minuto sequer!

Aí a nossa turma de sempre, com a ilustre presença do alemão Denis e do Edu Parla e a Marina, ambos de SP!

Aqui o pessoal e a faixa da Máfia!

O jogo começou bem, o Santo André até criou mais oportunidades e se mostrou mais ofensivo do que nas 2 partidas anteriores.

Olha aí mais duas figuras da bancada: Furlan e Marques!

O São Bernardo FC também teve suas chegadas.

O Santo André estreiou Will, o atacante que voltou à nossa cidade.

Olha aí que belo momento do pessoal da Fúria Andreense, cantando e torcendo sem parar pelo time da nossa cidade!

A Esquadrão também não deixa de apoiar!!

A nossa “velha guarda” conservada em formol… Esses viajam para os jogos fora e estão sempre presente!

Intervalo de jogo e um tempo pra sentarmos e dar um relax…

Nosso costume é assistir aos jogos sempre em frente ao ataque do Santo André o que nos permite estar em contato com os dois lados da nossa bancada. E foi bacana conhecer um carinha que tem começado a se empolgar com o nosso Ramalhão! Nossa bancada precisa mesmo de renovação!

Vem o segundo tempo e a Fúria segue apoiando!

Aqui dá pra ter ideia do público geral do jogo, a turma do lado de lá…

E do lado de cá…

Como é lindo esse estádio, não

Escrevo um pouco chateado porque aos 45 do segundo tempo um gol de penalty tirou mais 3 pontos do nosso time em casa. Provavelmente isso atrapalhará toda a minha semana, pois na minha cabeça futebol e a vida estão conectados diretamente, então o segredo será postar esse texto somente na sexta feira e tentar esquecer desse mal domingo…

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!!

Torcedores enfrentam 2700 km para acompanhar o Racing, em Cuiabá!

O que você dirá para os seus filhos e filhas que estava fazendo na terça feira dia 3 de maio de 2022? Um grupo de torcedores do Racing terá uma looooonga história a contar!

Se tem um pessoal que leva a sério seu papel como torcedor, são os argentinos. Assim que a Conmebol divulgou os grupos, o amigo Adrian me ligou perguntando como chegar a Cuiabá… O Adrian é um amigo de longa data que já esteve aqui no Brasil e que sempre nos recebe em Buenos Aires.

E mesmo ao descobrir que se tratava de mais de 2700 km, ele não só confirmou que iria como ainda me perguntou se eu não queria ir…

Infelizmente por problemas de tempo e grana, não pude o acompanhar nessa aventura pela Copa Sul Americana. Mas o Adrian topou fazer as fotos e registrar esse feito incrível! E lá vamos nós conhecer um pouco dessa desse rolê!

Pra quem não sabe, o Racing Club de Avellaneda é um dos times mais tradicionais da Argentina com uma das maiores torcidas do país e em março completou nada menos do que 119 anos (o time é de 1903!). Estivemos em Avellaneda em 2010 para conhecer o Estádio do Racing (veja aqui como foi):

Além disso, sua torcida já deu provas incríveis de amor, como em 1999, quando o clube abriu falência e se recuperou graças ao apoio dos hinchas. Veja aqui uma incrível reportagem do site Futebol Portenho sobre esse tema.

A viagem até Cuiabá, embora longa, rolou sem grandes problemas, assim como a chegada na cidade. Não houve nenhum tipo de provocação ou situação problemática entre as torcidas. E, ao fim da tarde, finalmente Adrian chegou à Arena Pantanal!

A Arena Pantanal é uma arena multiuso construída (por cerca de R$ 600 milhões…) para sediar a Copa do Mundo, no mesmo lugar do antigo Estádio Governador José Fragelli, o “Estádio Verdão”, que acabou demolido (fonte da foto: Site da Globo):

E aí vem os torcedores do Racing para conhecer esse novo templo do futebol moderno!

Confesso que só conheço a Arena Pantanal pelas fotos oficiais, e olhando essas feitas por torcedores mesmo, deu pra ter uma ideia de como é uma partida por lá!

O Adrian, assim como a gente faz aqui no Brasil, gosta de misturar futebol com música e literatura, para quem quiser conhecer mais, acesse a Fanpage da Fulbito Records.

A torcida do Racing ficou no setor de visitantes, a “Norte Superior“.

E essa é a vista do jogo que tiveram como visitantes.

Como puderam chegar cedo, deu tempo para conhecer bem o estádio e até acompanhar o aquecimento do time local.

O lado que deixou o espetáculo um pouco menor foi a baixa presença da torcida local. O pessoal da Argentina ainda não entende como os times e torcidas brasileiros não levam a sério a Copa Sul Americana.

Que tal ouvir o pessoal cantando?

Aqui, o pessoal da Raça Cuiabana, com quem eu cheguei a conversar, mas que não deu tempo de tentar uma aproximação entre as torcidas, mesmo assim eles foram super solícitos e a torcida visitante não teve nenhum problema por lá!

Trapos, cantos, faixas… Aí estão los hinchas de Racing, que já resgataram o time da falência, já passaram mais de 30 anos sem um título e nunca pensaram em abandonar o time… O que seriam meros 2.600 km entre eles e seu amor?

É realmente incrível que estejamos falando de uma organização coletiva entre os torcedores com muita ajuda mútua, colocando na hora do jogo quase 100 pessoas para apoiar seu time.

E o apoio deu resultado! Mesmo saindo perdendo (com um gol de Marllon Borges aos 29 do primeiro tempo), o Racing foi guerreiro e buscou a virada com gols de Anibal Moreno e Copetti no segundo tempo.

Após o jogo, a polícia fez com que a torcida esperasse mais 40 minutos até que a região do estádio estivesse vazia. Mais tempo para curtir a aventura e observar um pouco mais a Arena Pantanal.

Hora de ir embora…

Obrigado ao amigo Adrian, que em 2014 esteve aqui no Brasil para acompanhar a Copa do Mundo e andava sempre muito bem vestido com sua camisa do Ramalhão!

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!!

Pra saber vencer, há que saber perder…

23 de abril de 2022. A série D do Brasileiro chega à sua 2a rodada e o Santo André tem a chance de se manter na liderança após ter vencido a primeira partida fora de casa contra a Academia Pérolas Negras (veja aqui como foi!). O adversário já está postado em campo, a laranja mecânica carioca: o perigoso Nova Iguaçu FC!

O Estádio Bruno José Daniel fica lindo pronto para a partida! Aqui o gol da esquerda:

O meio campo:

E o gol da direita:

Em quantidade, a torcida ramalhina não tem feito sua parte, como costumava fazer em outros anos…

Em campo, nossa molecada se esforça, corre e começa o primeiro tempo conseguindo dominar o time carioca.

Aos poucos a partida se equilibra, e o time do Santo André não consegue mais criar nada para a preocupação da torcida.

Com um sol forte na cabeça e um jogo amarrado em campo, o primeiro tempo vai embora sem grandes chances para nenhum dos dois times.

Mais uma vez, a diretoria trouxe para o estádio a loja do Ramalhão, com várias opções de camisas, shorts e até copos temáticos!

O intervalo permite a gente trombar os amigos, como o Renato e o Nílton (lá de Suzano):

O segundo tempo começa e com 21 minutos o Nova Iguaçu chega ao seu gol após uma bola cruzada na área que chegou láááá no segundo pau e foi cabeçeada para dentro da área para enfim receber o golpe final…

É uma tarde a ser esquecida pela nossa torcida e até pelo nosso time, que, repito, não deixou de correr um minuto, mas que não se encontrou como time, ainda…

A Esquadrão segue apoiando… Mas infelizmente dessa vez, o time não consegue reagir…

Não é hora de se desesperar, nem de sair xingando os jogadores, muitos dos quais foram formados aqui e tem uma relação de grande carinho com o clube…

O Santo André foi a campo com: Gabriel Cabral; Eliandro, Samuel Terram, Udson e Caio Ruan; Denis Germano, David Ribeiro (Ruan), Vitor (Dioran) e Gharib (Alex Nagib); Maycon (Cledson) e Tiago Ulisses, sob o comando do técnico José Carlos Palhavan.

E na nossa bancada, tá lá a faixa lembrando que nosso amigo Bellotti sempre estará presente!

O outono transformou a tarde em um espetáculo de cores para fazer a torcida ramalhina esquecer o resultado e se preparar para o próximo jogo, novamente em casa, e agora contra o São Bernardo FC!

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!