Em busca do Estádio Perdido em Brasília…

É legal quando fuçando no meio de suas coisas antigas, você encontra fotos que te deixam orgulhoso do seu passado!

Foi o que aconteceu semana passada, quando tentando livrar minha mãe de um caixote meu, que lembra o baú do Raul, encontrei meia dúzia de fotos de quando fui tocar em Brasília com a banda TERCERA CLASSE.

Uma viagem muito legal, que ficou gravada na nossa memória, mas na minha cabeça, tudo tinha girado tão somente em torno do Punk e tal, e não é que eu fui espertinho o suficiente pra registrar um rolê boleiro, em busca de um Estádio Perdido?

O Estádio Mané Garrincha foi inaugurado em 1974 e pertence ao Departamento de Esportes, Educação Física e Recreação do Distrito Federal.

Uma homenagem, ainda em vida, para o jogador Mané Garrincha, porém, na época tinha 40 anos e, não estando em forma física ideal, não pôde atuar no estádio que leva o seu nome.

Abaixo, numa foto com uma máquina beeeem tranqueira, Gustavo (hoje morando na Austrália), eu (sigo no ABC) e o meu irmão Marcel (morando em Florianópolis):

O Estádio foi usado como palco de alguns shows memoráveis, o primeiro deles em 1988, com a Legião Urbana, que ficou marcado como um dos mais polêmicos da banda, graças às várias tretas na platéia e às bombas caseiras lançadas no palco, o que culminou no fim do show. Centenas de jovens foram hospitalizados e os sobreviventes decidiram queimar em público os discos da Legião Urbana. Depois disso, a banda nunca mais se apresentou em Brasília, sua cidade natal.

Foi lá também o último show dos Mamonas Assassinas. Após aquele show, eles pegaram o avião que se chocou contra a Serra da Cantareira, vitimando toda a banda.

Mas em se falando de futebol, o Mané Garrincha é o principal Estádio do Destirto Federal e abrigou vários jogos do Gama e do Brasiliense.

O estádio atualmente pode receber até 42.200 torcedores, mas já recebeu 51 mil pessoas, no jogo Gama x Londrina, em 1998.

Para a Copa de 2014, planeja-se realizar as partidas sediadas em Brasília, para isso foi preparado um projeto de reforma, que irá durar três anos.

Após as adaptações, a capacidade seria ampliada para 76.232 espectadores.

Abraços!

Seguimos pelas canchas…. (aliás, em meia hora estamos indo pro Pacaembú ver a final…)

Deixe um comentário

*