Rolê 2018 pelo interior paulista: Dracena (parte 16 de 27)

Brasão Dracena

A 16a parte deste rolê nos levou até a cidade de Dracena.

Dracena

Chegamos lé depois de conhecermos os estádios de Lençóis Paulista, Agudos, Gália, Garça, Vera Cruz, Oriente, Quintana, Osvaldo CruzRinópolis, Lucélia, Adamantina, Flórida Paulista, Pacaembu, Junqueirópolis e Irapuru, além de dois jogos da Bezinha (4a divisão paulista) em Andradina e em Tupã.

Estádio Municipal Írio Spinardi - Dracena

Dracena tem orgulho de se apresentar como o “berço do futebol”, graças aos diversos jogadores nascidos na cidade e que chegaram a grandes clubes.

Dracena

Mais de 46 mil pessoas vivem em Dracena.

Estádio Municipal Írio Spinardi - Dracena

Nosso objetivo na cidade era conhecer o Estádio Municipal Írio Spinardi!

Estádio Municipal Írio Spinardi - Dracena

Estádio Municipal Írio Spinardi - Dracena

Estádio Municipal Írio Spinardi - Dracena

Ta aí mais uma bilheteria para a nossa coleção!

Estádio Municipal Írio Spinardi - Dracena

Estádio Municipal Írio Spinardi - Dracena

Foi no Estádio Írio Spinardi que a cidade de Dracena viu seus dois times disputarem as divisões de acesso de Campeonato Paulista.

O Círculo Operário de Dracena disputou apenas uma edição da quarta divisão do Campeonato Paulista em 1965, no mesmo ano em que nasceu.

É um dos chamados “mistérios” do futebol paulista, já que existe pouquíssima informação oficial sobre o time.

Distintivo do círculo operário de Dracena

Já o outro time da cidade, é bastante tradicional, embora atualmente esteja fora das competições da Federação Paulista.

Trata-se do Dracena Futebol Clube, fundado em julho de 1948 (completou 70 anos em 2 de julho de 2018!!), e teve 27 participações no Campeonato Paulista de Futebol.

Distintivo do Dracena FC

O Dracena FC teve sua estreia na Quarta Divisão, em 1960, e já em 1961 conquistou o acesso para a Terceira Divisão.

Nos anos 70, oscilou entre terceira, quarta e quinta divisões.

O time de 1981 que disputou a terceira divisão (aliás, veja aqui no Arquivo do Futebol, do Julio Bovi Diogo, a campanha deles neste ano).

Dracena FC

Depois, entre 1982 e 1985, disputou a Série A2.

Em 82, jogou a Série G do Grupo Amarelo de um campeonato cheio de fases… Terminou em segundo a primeira fase do primeiro turno.

Série A2 - 1982

Assim, disputou o quadrangular semifinal, e terminou em segundo, desclassificando-se da decisão do turno (o Araçatuba levou a melhor frente o Votuporanguense).

Série A2 - 1982 (Grupo Amarelo)

Na sequência, foi campeão da primeira fase do segundo turno.

Série A2 - 1987 (Grupo Amarelo)

Novamente disputou o quadrangular semifinal, e dessa vez foi campeão da Série.

Série A2 - 1982 (Grupo Amarelo)

Assim, o Dracena FC decidiu o turno com o Santa Fé. No primeiro jogo: Santa Fé 2×1 Dracena e no segundo, um 0x0, tirou as chances do time ser campeão do grupo e jogar a fase final do campeonato, que teve como campeão final o Taquaritinga.

Por fim, em 1994, fez sua última aparição, jogando o que na época era a Quinta Divisão.

O time era conhecido como “Fantasma da Região”.

Essas são algumas fotos disponíveis na Internet (principalmente na fanpage “”cidadededracena” ) desde sua época no amador, nos anos 50.

Dracena FC

Dracena FC

Dracena FC

Dracena FC

Esse é o time de 1960:

Dracena FC

Aqui, duas imagens em especial pra se ter ideia de como era o público no Estádio Írio Spinardi em dia de jogo:

Dracena FC

Estádio Írio Spinardi

Estádio Írio Spinardi

Estádio Dracena

E essas camisas, que tal? Interessante perceber o distintivo em vermelho.

Camisa di Dracena FC

Mas, voltando aos tempos atuais, vamos dar uma olhada em como anda o estádio…

No estádio também existe a lembrança dos jogadores formados ou nascidos na cidade, como é o caso de Rodrigo Caio.

Estádio Municipal Írio Spinardi - Dracena

E o campo… Segue por lá. Ainda usado pelo amador, e vivo, lembrando a cada morador de Dracena que um dia esse já foi o ponto de encontro de milhares de torcedores locais!

Estádio Municipal Írio Spinardi - Dracena

Gramado seco, mas bem cuidado. As árvores ao fundo completam a imagem.

Estádio Municipal Írio Spinardi - Dracena

Encontrei a imagem de um cartaz convidando as pessoas a uma peleja nos anos

Olha o gol aí, esperando os gols de outrora!

Estádio Municipal Írio Spinardi - Dracena

Estádio Municipal Írio Spinardi - Dracena

O estádio possui sistema de iluminação e uma charmosa arquibancada coberta.

Estádio Municipal Írio Spinardi - Dracena

Estádio Municipal Írio Spinardi - Dracena

Ainda dá pra ver o jogo atrás do gol, pra por pressão no goleiro adversário.

Estádio Municipal Írio Spinardi - Dracena

Somando-se os espaços, o estádio possui capacidade para mais de 6 mil torcedores.

Estádio Municipal Írio Spinardi - Dracena

Estádio Municipal Írio Spinardi - Dracena

Bancos de reserva presentes!

Estádio Municipal Írio Spinardi - Dracena

Mais uma olhada pensando num cruzamento para o segundo pau…

Estádio Municipal Írio Spinardi - Dracena

Mas, vale lembrar que a cidade de Dracena conta ainda com o Estádio Centro Olímpico Paulo Tahara, também chamdo de “Vila Barros” inaugurado em 1982, quando o Dracena FC disputou o Campeonato Paulista da Série A2.

Estádio Centro Olímpico Paulo Tahara

Estádio Centro Olímpico Paulo Tahara

Estádio Centro Olímpico Paulo Tahara

Resgatamos algumas imagens do estádio no Blog do Diego Dracena:

Estádio Centro Olímpico Paulo Tahara

Estádio Centro Olímpico Paulo Tahara

Estádio Centro Olímpico Paulo Tahara

Estádio Centro Olímpico Paulo Tahara

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!!

6 Respostas to “Rolê 2018 pelo interior paulista: Dracena (parte 16 de 27)”

  1. NELSON SINZATO (Cuiabá) disse:

    Na década de 60/70 o Dracena FC disputava a 2a. Divisão, equivalente a 3a., pois, existia a Divisão Especial. Os principais jogadores eram Mão de Onça, Garça, Flávio, Nardo, Dema, Rato, Cipola, Gumiero, Baixinho, Marques e Outros.seus adversários eram a Penapolense, O Tanabi, O Mirassol, o Fernandopolense, o Bandeirantes de Birigui. Lembro-me das vibrantes transmissões da Rádio Brasil (narração de Fernando
    Siqueira e comentários de Valdomiro Machado)
    SAUDADES IMENSAS

    NELSON SINZATO – Cuiabá – MT

  2. Claudeonor ( Teko ) disse:

    Sou dracenense com muito orgulho, morei até meus 16 anos nesta cidade ( Dracena SP ) hoje resido em São Paulo e recordo muito bem os jogos no Centro Olímpico entre varias agremiações Vs o Dracenão ( Fantasma da Região ) varias boas tardes de domingo….nas narrações da Radio Regional e Radio Nova Dracena.
    Meu irmão era jogador do Dracenão nesta época ( 1988 a 1990 ) aproximadamente, nome dele Isaias zagueiro baixa estatura e de bom impulso pelo alto, jogou muito ao lado do Kingão…Moacir… Bandeira…Piá…Mandril… entre outros.

    Abraços a todos..

    Saudades eternas

    Ass: Teko ( Claudeonor )


Deixe um comentário

*