EC Santo André 1×0 São Bernardo FC

Quarta feira, 2 de fevereiro. Verão no ABC, mas a tarde começa a esfriar. A partir das 17hs chega uma garoa, que logo se transforma em chuva. Com um tempo assim convidativo, o que mais se pode fazer a não ser encontrar os amigos na molhada arquibancada do Estádio Municipal Bruno José Daniel???

Nosso novo gramado é sintético. Não tem vida. Não se importa com a chuva. Não alaga, não faz poça, sequer suja a roupa de terra. São tempos tecnológicos. E se você acha que o seu campo de terra é raiz, pode aguardar… a sua hora vai chegar.

Um belo placar eletrônico pré montado indica: hoje é dia de dérbi! Santo André e São Bernardo se enfrentam na casa dos ceboleiros.

Pausa para um registro de mais um louco pelo Ramalhão: Pedro Paulo!

Fúria Andreense presente! Mas algo precisa ser dito a respeito da injusta proibição da entrada dos materiais (faixas, camisas e bandeiras) da torcida pela polícia militar. Não é justo uma atitude dessa com uma torcida que tem feito tudo de modo correto.

Sem as faixas da Fúria, o jeito foi a homenagem ao Ferreira e outras bandeiras ocuparem a parte central do estádio.

Tudo pronto, é hora dos times entrarem em campo!

O pessoal da Febre Amarela esteve desde o início da partida representando o Tigre.

O jogo começa quente com o Santo André pressionando alucinantemente o time do São Bernardo, com boa partida do Dudu.

Se o ritmo em campo é quente, a chuva na arquibancada é fria…

Mais uma pausa para registrar outro apaixonado pelo Ramalhão: Anderson!

Olha aí o pessoal da velha guarda: a TUDA.

A pressão segue quente, mas o Ramalhão não consegue abrir o marcador. O São Bernardo aproveita uma falta sofrida e gasta o tempo para segurar a pressão.

E dá certo… O jogo fica truncado e demora até o Ramalhão voltar a pressionar.

O primeiro tempo vai terminando e o Santo André consegue retomar as rédeas do jogo. Porém o São Bernardo ainda mandou uma bola que o nosso goleirão Jeferson Paulino espalmou e bateu no travessão antes do jogo acabar.

Pra quem gosta de ver o campo, esse é o lado direito:

É nesse lado que sai um escanteio pro Ramalhão… Será agora???

Aqui o meio campo:

E aqui, o gol da esquerda:

Algumas pessoas podem perguntar “Onde essa torcida está com a cabeça para aguentar tanto sofrimento por um time??”. A resposta é… “Em uma caixa”:

O segundo tempo começa e a Fúria, hoje “desuniformizada” segue no apoio!

A Esquadrão também faz muito barulho e agora, no segundo tempo, estará em frente ao ataque Ramalhino!

O time volta pior no 2o tempo e o São Bernardo agradece.

Mas o São Bernardo também reclama….

Nossa zaga mais uma vez se comportou muito bem, e suportou a pressão do time batateiro.

Será que na bola parada o Santo André vai abrir o marcador?

A árbitra Daiane Muniz dos Santos teve bastante trabalho. Mas mandou bem! Sempre bom ver as minas participarem ativamente do futebol jogando e/ou apitando.

O jogo caminhava para o fim… Aos 39 minutos o tradicional torcedor Ovídio manda “O gol vem aos 45”. Sempre gosto de ouvir o que ele fala, porque além de otimismo, as décadas de arquibancada deram a ele uma visão que poucos tem. 45 do segundo tempo: Gol do Ramalhão!

E na hora de ir embora, ainda deu pra fazer uma fotinho com o nosso goleirão Jefferson Paulino, enquanto tirávamos nossas bandeiras!!!

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!!

Deixe um comentário

*