O triste fim do futebol profissional em Lorena

brasão lorena

Ainda no Vale do Paraíba, vamos conhecer a triste história do fim do futebol de Lorena!

Lorena

Assim como a maioria das cidades, Lorena também é cortada pela estrada de ferro.

Lorena

Eu sou apaixonado pela Ferrovia e confesso que me emocionei ao reviver uma sensação que há tempos não tinha:

Incrível como existem verdadeiras obras da arquitetura ainda preservadas nas cidades do interior, com destaque para o Solar dos Azevedo:

Solar dos Azevedo

O Solar dos Azevedo é pertenceu ao comendador Antônio Clemente dos Santos e, posteriormente, a Rodrigues de Azevedo, daí o nome.

Atualmente,é de propriedade do bispado de Lorena.

Solar dos Azevedo

Solar dos Azevedo

Mas, estamos aqui pra falar de futebol!

E a história é triste. Falamos do Esporte Clube Hepacaré e do seu “ex-tádio”.

Distintivo do Esporte Clube Hepacaré

O Esporte Clube Hepacaré foi fundado em 7 de setembro de 1914 e fez história ao disputar dez edições da série A3 do Campeonato Paulista (de 1956 a 58 e de 1960 a 66) e duas edições da série A2 (em 1959 e em 1973).

Esporte Clube Hepacaré

Ficou conhecido também porque contou com Dondinho (pai do Pelé) como atleta nos anos 40.

Esporte Clube Hepacaré

O time mandava seus jogos no Estádio General Affonseca.

Esporte Clube Hepacaré - Estádio General Affonseca

A inauguração do estádio foi grande estilo, em 30 de março de 1941 num jogo contra o Fluminense, que acabou 5×0 para os cariocas, e quem apitou o jogo foi um tal “Arthur Friedenreich”.

Esporte Clube Hepacaré

O time do Hepacaré marcou época na cidade e na região, chegando a jogar contra o nosso Santo André na A2 de 1973.

Esporte Clube Hepacaré

O estádio se segurou até mesmo anos depois do time se licenciar das competições oficiais.

As fotos abaixo foram feitas em 2008 pelo pessoal do Jogos Perdidos (clique aqui para relembrar a visita deles ao estádio) e elas mostram como estava o estádio, desde sua entrada…

Esporte Clube Hepacaré - Estádio General Affonseca

Esporte Clube Hepacaré - Estádio General Affonseca

Esporte Clube Hepacaré - Estádio General Affonseca

Até a parte interna. Perceba o cuidado nas cadeiras da arquibancada.

Esporte Clube Hepacaré - Estádio General Affonseca

Esporte Clube Hepacaré - Estádio General Affonseca

Esporte Clube Hepacaré - Estádio General Affonseca

Ainda que com uma pintura gasta, o estádio estava de pé e bem vivo!

Esporte Clube Hepacaré - Estádio General Affonseca

O gramado irregular, mas dentro dos limites do futebol amador que é a realidade do Hepacaré desde os anos 70.

Esporte Clube Hepacaré - Estádio General Affonseca

A bela arquibancada coberta, com as palmeiras ao fundo.

Esporte Clube Hepacaré - Estádio General Affonseca

Esporte Clube Hepacaré - Estádio General Affonseca

Eu já havia lido esta matéria do pessoal do Jogos Perdidos (aliás, obrigado por terem conseguido registrar o General Affonseca ainda “vivo”) e contava os dias até que a oportunidade de ver e reforçar o registro que eles fizeram 11 anos atrás (escrevo este post em 2019).

Logo, chegamos ao endereço do estádio…

Esporte Clube Hepacaré - Estádio General Affonseca

A triste notícia… O endereço estava certo… Os errados somos nós…

Olho para uma foto do passado…

Esporte Clube Hepacaré - Estádio General Affonseca

Comparo com o presente… As palmeiras estão lá, mas tudo está errado…

Esporte Clube Hepacaré - Estádio General Affonseca

Ainda existe um mísero pedaço do que outrora foi a arquibancada da torcida do Hepacaré.

Esporte Clube Hepacaré - Estádio General Affonseca

Fiz questão de ir até lá e pelo menos pisar nesses poucos degraus de cimento, onde tantas emoções foram vividas…

Esporte Clube Hepacaré - Estádio General Affonseca

O antigo Estádio da rua Conselheiro Rodrigues Alves não resistiu ao poder do dinheiro… O valor do imóvel na Vila Hepacaré injustificava a existência de um time amador de futebol e sua sede. Suas piscinas e sua sede, onde o funk rolava desde os anos 90 ficaram pra traz.

Esporte Clube Hepacaré - Estádio General Affonseca

Em 2011, faltavam apenas três anos para o centenário do clube, mas ele não resistiu. O EC Hepacaré estava falido.

Menos de um ano depois, sua sede foi leiloada (R$ 5,3 milhões, aplicados não sei como) e em 2017, nascia mais uma unidade do Supermercado Nagumo.

Esporte Clube Hepacaré - Estádio General Affonseca

Antes de ir embora, encontrei mais uma parte do estádio… Uma parede que parece separar a recordação da realidade.

Esporte Clube Hepacaré - Estádio General Affonseca

As tradicionais paredes amarelas ainda estão ali dentro…

Esporte Clube Hepacaré - Estádio General Affonseca

Esporte Clube Hepacaré - Estádio General Affonseca

Esporte Clube Hepacaré - Estádio General Affonseca

Se doi pra quem nunca viu um jogo, imagine para quem chegou a jogar ali…

Não há o que falar…. Nós perdemos… Fica de recordação a camisa do amigo Fred de Taubaté:

Camisa do Hepacaré

Pra quem quiser uma lembrança, o site Só Futebol comercializa réplicas das camisas dos times extintos, como o EC Hepacaré.

Camisa do Hepacaré

APOIE O TIME DA SUA CIDADE, ou…

2 Respostas to “O triste fim do futebol profissional em Lorena”

  1. Marques disse:

    Belo registro de uma verdade triste.


Deixe um comentário

*