O Paulista FC e o futebol em Álvares Machado

No feriado de 15 de novembro de 2022, fizemos um incrível rolê até Bataguassu-MS. Veja os posts já feitos sobre essa viagem:
1) Estádio Municipal Tonico Lobeiro, na cidade de Óleo
2) Estádio Gilberto Moraes Lopes, em Piraju
3) Estádio Municipal Clube Ferroviário em Bernardino de Campos
4) Estádio Municipal Arnaldo Borba de Moraes, em Ipaussu
5) Estádio do Clube Atlético Ourinhense e o Estádio Djalma Baia, em Ourinhos
6) Estádio Romeirão, em Ribeirão do Sul
7) Estádio Manoel Leão Rego e Estádio Miguel Assad Taraia, em Palmital
8) Estádio Francisco Guímaro, “O Pirangueiro“, em Presidente Epitácio
9) Estádio Municipal “João Pereira de Souza”, em Bataguassu (MS)
10) Estádio Municipal José Francisco Abegão (antigo Estádio Antônio J. Andrade), em Presidente Venceslau
11) Estádio Municipal José Spaus da Silva, em Santo Anastácio
12) Estádio Dr Arthur Ramos e Silva Jr, em Presidente Bernardes

Já no caminho de volta pra casa, fomos conhecer um pouco da história do futebol em Álvares Machado e do Estádio do Paulista e é o que veremos neste post!

Álvares Machado é uma pequena cidade que está praticamente colada a Presidente Prudente com uma população de pouco mais de 25 mil pessoas.

Como todas as cidades do oeste paulista, a história de Álvares Machado começa com a ocupação indígena que ocorria há muito tempo e que viu o seu fim com a chegada dos bandeirantes.
Aquela área selvagem, rodeada pela floresta do Vale do Paranapanema com seus córregos e ribeirões foi aos poucos vendo a chegada das novas famílias, expulsando (muitas vezes matando) os indígenas locais, que reagiram com bravura, mas não foram capazes de brecar este movimento.

Considera-se o fundador de Álvares Machado, Manuel Francisco de Oliveira, que chegou ao local, na época conhecido como Brejão, comprando terras da viúva de Manuel Pereira Goulart e construindo sua casa. Aos poucos o local passou a atrair outros moradores.

Em 1919, a Estrada de Ferro Sorocabana chegou à região, com a estação ferroviária de Brejão que mudaria de nome para Álvares Machado. Foto do site Estações Ferroviárias:

O futebol na cidade se iniciou com a criação do Paulista Futebol Clube em 1943. Distintivo do site Escudos Gino:

Esse é o time de 1943:

Em 1944, disputa o Campeonato Paulista do Interior na 17ª região, ao lado do rival local EC Bandeirantes. O grupo tem como campeã a AA Venceslauense.

Em 1945 mais uma disputa e o campeão do grupo foi o FADA:

Em 1946, não disputa o Campeonato do interior, mas no ano seguinte, em 1947, sagra-se campeão do seu grupo (o setor 22):

O Paulista FC enfrenta então os campeões da Zona 5, e a AA Botucatuense sai vitoriosa classificando-se para a próxima fase e chegando até a final do campeonato, da qual o Rio Pardo FC sagrou-se campeão!

Também disputou o Campeonato amador de 1950.

No site Osmardeamigos encontra-se essa foto do time de 1973:

Aqui, o time de 74:

Fiquei um pouco decepcionado por chegar ao estádio e ver que o tempo foi impiedoso com ele… A começar pela sinalização que foi apagada pelo tempo e pelas reformas.

Pelo Google Maps ainda encontrei uma imagem que mostrava o nome do time nos muros do local, diferente da realidade atual.

Navegando pelo Facebook encontrei essa imagem interna que mostra uma estrutura com toda a identificação do time.

E também uma imagem interna do campo.

Além do Paulista e do já citado Bandeirantes, nos anos 70 ainda existiu o time do Estudantes:

Nos anos 80 ainda havia o Machado Atlético Clube, o MAC que jogava no Campo Municipal do Paulista.
Nessa foto, dá pra ver que existia uma arquibancada coberta lá:

E destaque também para o time do Avaí:

Nos dias atuais, sequer conseguimos entrar no campo, e só deu pra registrar o campo lá de fora.

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!!

O futebol em Guaiçara

O nosso role de 7 de setembro terminou, narramos todos os encontros com os estádios que receberam partidas das diferentes divisões do Campeonato Paulista. Mas…. Sem querer entramos em um caminho que nos levou a um gigantesco Ficus de Benjamim e ao redor dele… existe uma cidade… Bem vindo a Guaiçara!

Embora o nome vem da grande quantidade de Guaiçaras (uma espécie de árvore) no local, quem chamou nossa atenção foi esse “Ficus de Benjamim”.

A cidade onde vivem apenas 9.500 pessoas, e que é muito conhecida na região pela sua tradicional Festa de São joão Batista, só tornou município em 1955, quando se emancipou de Lins, depois de muita briga política. Mas muito antes de tudo isso, já existia entre o pessoal daquela região um motivo para se orgulhar: o Paulista Futebol Clube!

Fundado em 2 de agosto de 1930, o time logo se tornou o xodó da cidade e da região, pelos bons resultados nas disputas amadoras e acabou conhecido como o “Glorioso”.

O Paulista FC nunca disputou nenhuma divisão do Campeonato Paulista, mas em compensação, se tornou um fenômeno nos campeonatos amadores. Esse era o time de 1958:

E aqui, o seu estádio, onde mandou suas partidas…

Falamos do Estádio Municipal Virgínio Zanotto, que pode ser registrado por nós, durante essa visita aleatória!

Aqui, a bilheteria do estádio:

Mais um lindo estádio do interior paulista

Aqui, sua área lateral:

Olha mais um time dos anos 60:

Em 1947, o time disputou o Campeonato do Interior, jogando a 7ª Zona, no Setor 31, veja o grupo:

Aqui, o time de 1978:

Esse foi o time de 1987:

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!!

]]>

Estádios do Noroeste Paulista – Parte 15: Nhandeara

Brasão de Nhandeara

Estádio Municipal José Bernardelli - Nhandeara

Bom, e se até agora a estrada tinha sido muito boa (Washington Luiz e Euclides da Cunha), foi a vez de pegarmos uma estrada um pouco pior, a Rodovia Péricles Bellini, que liga Votuporanga à nossa próxima parada: a cidade de Nhandeara!

Nhandeara

Depois de percorrer pouco mais de 40km em pista única por essa estrada, chegamos até a Rodovia Feliciano Salles da Cunha.

Nhandeara

Poucos minutos depois, chegamos à Nhandeara, pacata cidade onde vivem pouco mais de 10 mil pessoas. Quer saber mais, entre no site: www.nhandeara.sp.gov.br

Nhandeara

O nome da cidade é resultado de duas palavras da língua Tupi: Yande significa nós / nosso, e Yara ou Jara significa: um ser supremo, um deus. O resultado é Yandeyara ou Nhandejara com o significado “aproximado” de “Nosso Deus”.

Nosso objetivo era conhecer e registrar o Estádio Municipal José Bernardelli.

Estádio Municipal José Bernardelli - Nhandeara

Estádio Municipal José Bernardelli - NhandearaEra aí que o Paulista Futebol Clube, time já exinto de Nhandeara, mandava seus jogos.

Distintivo do Paulista de Nhandeara

O time foi fundado em 1 de julho de 1962 e disputou 12 edições do Campeonato Paulista (entre a terceira e a quinta divisão), entre 1978 e 1989.

Paulista de Nhandeara

Segundo Minervino Ferreira, um dos fundadores do time em entrevista ao site da prefeitura (veja aqui o link da matéria completa), o Paulista começou jogando no campo do Nhandeara Esporte Club, até que não deixaram mais. Passaram a usar o campo da cidade de Floreal, até conseguir seu próprio campo, conquistado por meio de uma campanha para arrecadar o dinheiro necessário para comprar o terreno e construir um estádio com arquibancada e alambrado.

Quem diria que décadas depois estaríamos ali, pisando no mesmo gramado… Estádio Municipal José Bernardelli - Nhandeara Vamos conhecer um pouco desta linda cancha?

A inauguração do Estádio contou com presença dos veteranos do Palmeiras. Mas ainda hoje, o “verde” está por lá, ao menos na grama e nas árvores que circundam o campo.

Estádio Municipal José Bernardelli - Nhandeara

Estádio Municipal José Bernardelli - Nhandeara

E por falar em verde, o gramado permanece em ótimas condições!

Estádio Municipal José Bernardelli - Nhandeara

O Paulista F.C. sempre contou com o apoio de algumas pessoas importantes no cenário brasileiro, por exemplo José Maria Marin e Michel Temer… Ou seja… Era difícil o time seguir até os dias atuais…

Estádio Municipal José Bernardelli - Nhandeara Infelizmente o futebol parou depois que outros prefeitos se recusaram a ajudar o clube. Atualmente a prefeitura usa o estádio com a escolinha de futebol.

Estádio Municipal José Bernardelli - Nhandeara

E se o futebol profissional morreu na cidade, um último lugar a se visitar… O cemitério municipal….

Estádio Municipal José Bernardelli - Nhandeara

Nhandeara

Enquanto isso, seguimos vivos pelas estradas em busca do próximo estádio!

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!!

]]>