Rolê Independência & Bola! Estádios em Pirassununga (Parte 1 de 21)

Nosso rolê desta vez, começa pela cidade de Pirassununga, uma cidade cheia de estórias e história. Mais de 70 mil pessoas vivem na cidade que serve de sede para a Academia da Força Aérea, o Forte Anhanguera, que abriga o 13º Regimento de Cavalaria Mecanizado do Exército Brasileiro.

Pirassununga - SP

E vale lembrar que era 7 de setembro, uma data muito festejada na cidade, principalmente devido a essa presença militar na cidade.

desfile 7 de setembro

Mas muito antes de tanta presença militar, ali viveram índios tupi que deram o nome ao local de “peixes barulhentos” (Pirá – sunung) graças ao barulho feito pelos peixes durante a piracema (quando eles sobem o rio Mojiguaçú para a desova). Aliás, as águas da cidade são um convite à visitação, com destaque para a cachoeira das Emas.

cachoeira das emas

A cidade recebeu ainda a presença de bandeirantes desde o século XVI. E como um microcosmo do nosso país chegou a ter escravos vivendo em senzalas que ficavam nas fazendas da cidade.

Recebeu a ferrovia em 1880 por um ramal de linhas férreas que ligaria Mojimirim a Descalvado.

estação trem pirassununga

Bom, dá pra falar muito sobre a cidade, mas nosso objetivo era completar um trabalho que havíamos iniciado quase 8 anos antes quando visitamos o Estádio Bellarmino Del Nero para acompanhar a volta do Clube Atlético Pirassununguense ao futebol profissional. (veja aqui como foi).

jogo pirassununguense

torcida pirassununguense

Também já falamos sobre a camisa e a história do CA Pirassununguense. A camisa foi presente do amigo José Antonio Martineli, um cara sensacional e super envolvido com o futebol local!

Camisa do CA Pirassununguense

Como estávamos na cidade, claro que demos uma passada no Bellarmino pra ver como anda o estádio! Afinal 7 de setembro também é aniversário do CAP!

Distintivo CA Pirassununguense

Estádio Bellarmino Del Nero - Pirassununga

Como é bacana ver as fotos que eles tem expostas ali na entrada do estádio. Elas registram vários períodos do time e do futebol na cidade.

Estádio Bellarmino Del Nero - Pirassununga

Estádio Bellarmino Del Nero - Pirassununga

Estádio Bellarmino Del Nero - Pirassununga

Mas a melhor notícia foi a que ouvimos do pessoal que estava trabalhando no estádio que o “Gigante do Vale” parece estar pronto para voltar ao futebol profissional, se não em 2019, em 2020.

CA Pirassununga

O campo está prontinho para esse retorno!

Estádio Bellarmino Del Nero - Pirassununga

Estádio Bellarmino Del Nero - Pirassununga

Estádio Bellarmino Del Nero - Pirassununga

Suas arquibancadas tem capacidade para quase 6 mil torcedores.

Estádio Bellarmino Del Nero - Pirassununga

Estádio Bellarmino del Nero - Pirassununga

Ficamos muito animados com a notícia e espero podermos voltar ao BDN (Bellarmino del Nero) para acompanhar mais um jogo.

Mas…

Pirassununga não se limitou ao CAP dentro do futebol profissional e por isso estávamos de volta à cidade.

Para registrar um pouco da história do segundo time da cidade: o Independente Futebol Clube.

O Independente Futebol Clube tem uma característica curiosa pra mim… Ele “faz aniversário” no mesmo dia que eu. Foi fundado no dia 1º de Novembro de 1938 (ele é um pouco mais velho hehehe) por ex atletas que teriam sido punidos por um quebra pau e revoltados com a punição formaram o time.

A sua Sede fica localizada na Avenida Joaquim Cristóvão, 245, na Vila Santa Terezinha e fomos até lá pra conhecer um pouco mais sobre o time e sobre seu campo, o Estádio Armando Boito.

Estádio Armando Boito - Independente de Pirassununga

Infelizmente pintaram a frente do estádio (eu adoro quando tem o nome dele em letras garrafais na entrada), veja como era:

Estádio Armando Boito - Independente de Pirassununga

Ah, e lembram do Zé Antonio? Aquele que me deu a camisa do Pirassununguense? Olha ele aí! E veja o que ele arrumou pro blog:

Estádio Armando Boito - Independente de Pirassununga

Pois é… Em breve teremos mais um post pra mostrar a camisa do Independente FC!

Por hora, espero que você se divirta com um olhar dentro do Estádio Armando Boito!

Até porque não foi fácil fazer as imagens, já que por se tratar de um feriado o campo estava fechado. Mas… damos um jeito!

Estádio Armando Boito - Independente FC de Pirassununga

O estádio está muito bem cuidado, ainda que atualmente o Independente só dispute as competições amadoras.

Estádio Armando Boito - Independente FC de Pirassununga

Foi aí que o Independente mandou seus jogos na 4a divisão do Campeonato Paulista de 1977.

Estádio Armando Boito - Independente FC de Pirassununga

Estádio Armando Boito - Independente FC de Pirassununga

Mas como estávamos pela cidade, decidimos registrar outros dois estádios bem cuidados que servem de equipamento para o futebol amador.

Um deles é o Estádio Municipal “José Maldonado” também conhecido como CEFE “Presidente Médici”.

Estádio Municipal “José Maldonado”

Estádio Municipal “José Maldonado”

Estádio Municipal “José Maldonado”

Estádio Municipal “José Maldonado”

O outro, é o campo do tradicionalíssimo Esporte Clube União.

Estádio do EC União - Pirassununga

Estádio do EC União - Pirassununga

Sem dúvidas, Pirassununga é uma das cidades que mais levam o futebol amador a sério!

Estádio do EC União - Pirassununga

Estádio do EC União - Pirassununga

E ficamos ainda na torcida de que nos próximos anos o futebol profissional volte à cidade!

Pirassununga

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!!

Rolê Independência & Bola! (Parte 0 de 21)

Mau e Mari

Eae pessoal!

Aproveitamos o feriado de 7 de setembro de 2018 para realizar mais um rolê em busca de estádios.

Foram mais de 1.540km, cruzando o estado de SP rumo à cidade de Uberaba em Minas Gerais.

Dá pra se ter uma ideia do roteiro no mapa abaixo:

Mapa São Paulo

Conseguimos conhecer e registrar 28 estádios em 21 cidades, tendo a estrada como verdadeira terapia para dias cada vez mais difíceis em um país que tenta se levantar.

Saímos de Santo André na quinta feira, 6/9 à noite e fomos ate Cosmópolis, onde passamos a noite.

Na sexta 7/9, saímos as 7 hs e fomos visitar 4 estádios em Pirassununga, depois passamos por Descalvado, Santa Rita do Passa Quatro, Tambaú, Santa Rosa de Viterbo, Santa Cruz das Palmeiras, Vargem Grande do Sul, São José do Rio Pardo, Cajuru, até chegarmos em Batatais, onde fizemos a parada pra dormir.

No sábado saímos cedo e passamos por Orlândia (onde a área do estádio local foi comprada e em breve será demolido), São Joaquim da Barra e Igarapava até chegarmos em Uberaba-MG. Aí começamos a voltar, passando por Guaíra, Miguelópolis e Ituverava, até chegarmos em Franca, onde dormimos.

No nosso último dia, saímos de Franca, passamos por São Simão, Altinópolis e Casa Branca, antes de voltar à Santo André.

Em breve começaremos a postar sobre cada cidade.

APOIE O TIME DE SUA CIDADE!!!

186- Camisa e Estádio do Venezia Football Club

Camisa do Venezia

Mais uma camisa e uma história resgatada do nosso baú!

É do fim de 2016, quando nos planejamos o ano todo para fazer um rolê que começaria pela Itália e acabou nos levando até a Eslovênia e à Croácia.

Em terras italianas, pudemos conhecer a mágica cidade de Veneza.

Veneza

Chegamos lá de trem, numa viagem tranquila, vindo de Verona (veja aqui como foi o rolê por lá!).

O que fazer em Veneza - Itália

Aliás, transportar-se por Veneza é uma doidera…

Mesmo sabendo que se trata de uma cidade em meio às águas, confesso que eu achava que ia andar de busão e trem por lá, mas a realidade era mesmo outra…

O que fazer em Veneza - Itália

Bom, pra quem, como nós até então, nunca esteve em Veneza, posso dizer que andar pela cidade é no mínimo desconcertante…

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

São vielas, pontes, canais e um verdadeiro labirinto que transforma em aventura tentar chegar a qualquer lugar, até você se acostumar. Principalmente a noite.

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

Como tínhamos poucos dias (como sempre) aproveitávamos todo o tempo possível andando pelas ruelas da cidade e registrando os lugares mais marcantes.

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

É um lugar mágico que quebra o pensamento padrão que temos sobre as coisas, principalmente sobre a relação com a água.

O que fazer em Veneza - Itália

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

No dia seguinte, voltamos à praça da Igreja Basílica, principal praça da cidade.

Veneza

Veneza

Veneza

Veneza

Veneza

Veneza

As pixações na cidade mostram que a questão política também está nas ruas de Veneza!

Zona Antifa - Veneza

Assim, entendemos que pra cruzar as distâncias maiores, é necessário usar o transporte coletivo, os barcos no caso…

O que fazer em Veneza - Itália

As gôndolas que todo mundo sonha também estão lá, mas… É um rolê de turista que tem grana pra esbanjar…

O que fazer em Veneza - Itália

A gente ficou nos barcos “Vaporetto” mesmo (e ainda assim usamos poucas vezes, porque também não é tão barato).

O que fazer em Veneza - Itália

As águas dividem a ilha em várias partes, mas existem sim ruas e calçadas para se caminhar por Veneza.

O que fazer em Veneza - Itália

O que fazer em Veneza - Itália

Mas… Não foi pra ver os canais nem as gôndolas que viemos a Veneza, e sim para obter a 186ª camisa da nossa coleção e aproveitar para conhecer o Estádio onde manda seus jogos.

Ah, estamos falando do Venezia Football Club.

Venezia FC

O Venezia Foot Ball Club foi fundado em 1907 (completando no ano passado seu centenário).

Conquistou a Copa da Itália na temporada 1940–41, esse foi o time da conquista:

Venezia

Na temporada 1990-91, passou a se chamar Associazione Calcio Venezia 1907, mas em decorrência de problemas financeiros, o Venezia, que havia caído para a Série B na temporada 2004/05, foi expulso da competição no mesmo ano. E esse foi o time rebaixado:

Venezia 2004/05

Refundou-se como Società Sportiva Calcio Venezia, disputou a Série C2, sendo promovido à C1 em 2006.

Venezia 2005

Ao final da Lega Pro Prima Divisione de 2008–09, os problemas financeiros do Venezia fizeram com que novamente fosse expulso da competição, remanejando para a Série D, sob o nome de Foot Ball Club Unione Venezia.

Venezia

Em 2011-12, voltou à Lega Pro Seconda Divisione, mas novamente por problemas financeiros, não se inscreveu para a edição 2015-16 e acabou rebaixado outra vez à Série D, adotando o nome atual. Ao menos, em 2016,garantiu o acesso à Série B nacional, com o 1º lugar no grupo 1 da Lega Pro (atual Serie C).

Bom, e que tal conhecer o estádio onde o dono da nova camisa manda seus jogos? Vamos então ao Pierluigi Penzo!

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

Nossa tradicional foto na bilheteria!

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

Uma das características mais comuns do futebol europeu são os adesivos colados ao redor do estádio, e lá estão eles em Veneza.

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

O Estádio Pierluigi Penzo é um dos mais antigos da Itália, inauguado em 1913, e atualmente tem capacidade para 7.450 torcedores.

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

Estivemos lá em uma manhã beeeem gelada…

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

Não havia absolutamente ninguém por lá… Então… decidimos entrar. Vamos lá?

Chegou a receber 26 mil torcedores, em 1966 quando o Venezia enfrentou o Milan.

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

O Estádio Pierluigi Penzo tem esse nome graças a um aviador da época da primeira guerra mundial.

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

Li em alguns sites algumas críticas à estrutura do estádio, chegando a dizer que o Venezia teria mandado alguns de seus jogos fora dele, mas confesso que não entendi o motivo. O estádio está muito bem organizado.

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

Gramado muito bem cuidado, arquibancadas seguras, espaço para imprensa… Tá tudo aí!

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

Até o banco de reservas nós testamos!

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

É um cenário bem diferente. O mar está ali poucos metros depois do estádio (até pensei que os zagueiros já devem ter mandado várias bolas navegarem…).

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

As arquibancadas não tem nada de modernas. Aliás essas atrás do gol são dessas que dá pra montar e remontar, mas ao invés de madeira são chapas de metal.

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

Aqui dá pra ver o mar, mais ao fundo.

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

Do outro lado, cenário bucólico de prédios baixos onde a população local mora.

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

Homenagem ao amigo Jão e sua família “Borghetti” presente no estádio.

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

Missão cumprida! Hora de voltar para a região central da cidade.

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

Um último registro do cartaz indicando a partida do time local…

Estádio Pierluigi Penzo - Venezia FC

E seguimos mundo a fora… (pagando as contas até hoje desse rolê kkkkk).

Veneza

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!!

Em busca do estádio perdido em Canoas

Desta vez o passeio não foi a lazer, mas sim a trabalho.

Estive em Canoas para participar de uma reunião de trabalho e como acabei com um tempinho livre, pude aproveitar para finalmente conhecer o Estádio da ULBRA (Universidade Luterana do Brasil).

Estádio do Complexo Esportivo Ulbra - RS

É um dos estádios mais jovens do Brasil, tendo sido inaugurado em 2001.

Estádio do Complexo Esportivo Ulbra - RS

Numa tarde de frio e garoa, o céu estava cinza e triste… Nem as aves pareciam muito animadas…

Estádio do Complexo Esportivo Ulbra - RS

Mas, aí estava mais uma oportunidade que eu não poderia perder: conhecer mais um campo utilizado em competições oficiais.

Estádio do Complexo Esportivo Ulbra - RS

Já falamos sobre o time do ULBRA aqui no blog (clique aqui e relembre como foi) e foi daí que surgiu o interesse em conhecer o Estádio.

O Sport Club Ulbra foi fundado em janeiro de 1998, como mais uma iniciativa da Universidade Luterana.

O time sagrou-se campeão da Terceira Divisão em 2002, da Segunda Divisão em 2003, e em 2004, fez a sua melhor campanha no Campeonato Gaúcho: eliminando o Grêmio na semifinal, mas perdendo o título para o Internacional.

Infelizmente em 2009, a crise chegou lá também e além de cortar vários investimentos na própria educação, o futebol também acabou “descontinuado” e assim, o time passou a viver por sua própria diretoria. Nascia assim o Universidade Sport Club.

Em 2010, o time passa por mais uma mudança e passa a se chamar Canoas Sport Club, chegando até a disputar suas partidas em outros estádios – uma vez que a parceria coma Universidade havia acabado.

Atualmente, o clube se licenciou das competições profissionais limitando-se a disputar as categorias de base.

Mas, nós estamos aqui, firmes e fortes, então vamos conhecer um pouco do estádio:

Estádio do Complexo Esportivo Ulbra - RS

O visual é quase londrino… Frio, leve garoa e céu cinzento e carrancudo, mas o estádio é muito bonito e suas cores destoavam nessa fria tarde.

Estádio do Complexo Esportivo Ulbra - RS

A capacidade do Estádio da ULBRA é de 10 mil torcedores e como pode se ver, ele possui ainda uma pista de atletismo.

Estádio do Complexo Esportivo Ulbra - RS

Estádio do Complexo Esportivo Ulbra - RS

Estádio do Complexo Esportivo Ulbra - RS

Além disso, o campo tem arquibancada em toda sua volta.

Estádio do Complexo Esportivo Ulbra - RS

E uma arquibancada coberta também!

Estádio do Complexo Esportivo Ulbra - RS

Estádio do Complexo Esportivo Ulbra - RS

Além do time da Universidade, outros times disputaram competições profissionais defendendo a cidade, como o Canoas FC:

Canoas FC

O Canoas Futebol Clube foi fundado em 1957, e é o clube profissional mais antigo da cidade, disputando a segundona gaúcha desde 1984. Infelizmente licenciou-se da Federação Gaúcha de Futebol no ano seguinte, até 1998, quando voltou ao profissional, jogando a terceirona deixando escapar a classificação para o octogonal final no último jogo, contra o Bagé.

No ano seguinte, disputou a Terceira Divisão, terminando na vice-colocação geral.

Em 2000, de volta à Série B, o clube fez uma fraca campanha e terminou em último colocado no seu grupo onde havia oito participantes, escapando do rebaixamento na repescagem.

Outro time da cidade é o A.C.B. Estância Velha Canoas.

ACB Estância Velha Canoas

Foi fundado em 1954, mas apenas em 2013 jogou a Copa FGF Sub-19, sua primeira aparição em competição organizada diretamente pela Federação Gaúcha de Futebol.

Em 2014, jogou a Terceira Divisão do futebol gaúcho, mandando seus jogos no Complexo Esportivo da Ulbra.

Mas o time também um estádio próprio, o Estádio Fonte Dona Josefina, chamado assim por possuir no local uma fonte datada do tempo do Brasil Império.

Estádio Fonte Dona Josefina

Outro time que marcou a cidade, mas sem nunca ter jogado profissionalmente foi o Frigorífico Nacional Futebol Clube.

Enfim… Uma cidade com muita história no futebol e com alguns estádios para ajudar a lembrar disso tudo!

Estádio do Complexo Esportivo Ulbra - RS

Estádio do Complexo Esportivo Ulbra - RS

É sempre um sentimento de missão cumprida poder conhecer e registrar um estádio em que nunca estive, principalmente quando é longe de casa.

Estádio do Complexo Esportivo Ulbra - RS

E dessa vez, a lembrança inclui o companheiro da viagem, Rino Ferrari, que topou encarar a aventura em meio a tanto frio!

Estádio do Complexo Esportivo Ulbra - RS

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!!

185- Camisa e estádio do Palmas Futebol e Regatas (Tocantins)

Camisa do Palmas Futebol e Regatas

A 185ª camisa do blog vem do estado do Tocantins, e pertence ao Palmas Futebol e Regatas.

Quem foi até Palmas buscá-la foi meu irmão Murilão, o gigante.

O Palmas Futebol e Regatas foi fundado em 1997, tendo sido campeão estadual por 6 vezes e ainda chegado às quartas-de-final na Copa do Brasil em 2004.

O time nasceu utilizando se da documentação da Sociedade Esportiva Canela, equipe amadora, de 1991, que já estava regularizado junto a Federação Tocantinense de Futebol.

Seu mascote é a Arara-azul.

Manda seus jogos no Estádio Nilton Santos, e já que meu irmão esteve lá pra pegar a camisa, nada mais justo do que pedir a ele que fosse conhecer e registrar em fotos o campo em que jogo o Palmas.

Estádio Nilton Santos - Palmas-TO

O Estádio possui capacidade para 12 mil torcedores. E possui arquibancadas ao redor de todo o campo.

Estádio Nilton Santos - Palmas-TO

Um estádio simples, mas muito eficaz e prático permitindo ao Palmas se tornar o primeiro time de futebol profissional da capital do Tocantins e assim disputar os estaduais.

Estádio Nilton Santos - Palmas-TO

Seu sistema de iluminação permite jogos noturnos.

Estádio Nilton Santos - Palmas-TO

Aqui uma das entradas.

Estádio Nilton Santos - Palmas-TO

Estádio Nilton Santos - Palmas-TO

Estádio Nilton Santos - Palmas-TO

A tradicional foto da bilheteria:

Estádio Nilton Santos - Palmas-TO

Estádio Nilton Santos - Palmas-TO

E aqui um olhar pra se ter ideia do campo todo, começando pelo gol esquerdo:

Estádio Nilton Santos - Palmas-TO

O meio campo:

E o canto direito.

Estádio Nilton Santos - Palmas-TO

Para maiores informações sobre o time, acesse seu site oficial: www.palmasfr.com.

O primeiro título do Campeonato Tocantinense foi conquistado no ano de 2000.

Palmas FR campeão tocantinense 2000

Em 2000, o Palmas chegou ao bicampeonato, e nos anos seguintes mostrou que havia chegado mesmo para se tornar um grande time, chegando a todas as finais até 2004 e só perdendo o campeonato de 2002 para o Tocantinópolis.

Em 2007 viria o 5º título e neste ano, em 2018, a sexta estrela, com o time abaixo:

Palmas FR campeão 2018

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!!

Rolê 2018 pelo interior paulista: Duartina (parte 27 de 27)

Duartina

Chegamos à Duartina!!! E com ela, a vigésima sétima e última parada do nosso rolê de inverno em busca dos estádios perdidos.

Pra quem não segue o blog, confira por onde passamos antes de chegar aqui: Lençóis Paulista, Agudos, Gália, Garça, Vera Cruz, Oriente, Quintana, Osvaldo Cruz, Rinópolis, Lucélia, Adamantina, Flórida Paulista, Pacaembu, Junqueirópolis, Irapuru, Dracena, Tupi Paulista, Monte Belo, Três Lagoas-MS, Castilho, Andradina, Guaraçaí, Murutinga do Sul e Mirandópolis, Valparaíso e Tupã.

Duartina

Duartina é uma cidade próxima de Marília, onde vivem pouco mais de 12.500 pessoas.

Duartina

É uma cidade pequena e que mantém nas suas ruas e praças um gostoso sentimento de tranquilidade.

Duartina

Ainda é possível encontrar casas construídas em madeira. Lembro que ouvi uma história bonita sobre esse tipo de construção, de que normalmente ela era resultado de obras coletivas feitas pela família que ali iria morar além de trabalhadores da mesma empresa. Espero que esta também assim o seja. É bom poder continuar acreditando no poder da solidariedade.

Duartina

Duartina soube manter suas áreas verdes, tem até um pequeno lago na cidade.

Duartina

Duartina

Na saída da cidade deu até pra conferir um pouco da fauna da região, caminhando tranquilamente pelas rodovias movimentadas.

Duartina

Era domingo, então não pudemos conferir a força do comércio local…

Duartina

Mas, nosso objetivo na cidade era conhecer e registrar o Estádio Municipal Teófilo Cordovil.

Estádio Municipal Teófilo Cordovil - Duartina

Foi neste estádio que o Duartina FC mandou seus jogos nas disputas do Campeonato Paulista na terceira e quarta divisão.

Duartina FC

O Duartina Futebol Clube foi fundado em dezembro de 1930 e disputou duas edições do campeonato paulista da terceira divisão (1954 e 1955) e quatro da quarta divisão (1966, 67, 68 e 77).

Aqui algumas fotos antigas do time:

Duartina FC

Duartina FC

O time viveu seu apogeu nas décadas de 60 e 70, quando passou a ser chamado na região como o “Leão da Alta Paulista’’.

É curioso, mas o time chegou a ter um rival local, o EC Vila Duartina, com quem fez alguns derbis no futebol amador, levando até 6 mil pessoas ao Estádio Municipal Teófilo Cordovil.

Nos anos 50, o time contou com um goleiro chamado Toninho Lozano, que ficou conhecido como o goleiro voador.

Toninho Lozano

Se você curtiu o time, saiba que pode ter uma réplica da camisa deles, clique aqui e veja como.

Mas, voltemos ao Estádio Municipal Teófilo Cordovil, em dias atuais…

Estádio Municipal Teófilo Cordovil - Duartina

Estádio Municipal Teófilo Cordovil - Duartina

Estádio Municipal Teófilo Cordovil - Duartina

Estádio Municipal Teófilo Cordovil - Duartina

Temos aí a tradicional bilheteria do estádio que já teve muito trabalho em dias de jogos…

Estádio Municipal Teófilo Cordovil - Duartina

Vamos dar um rolê por dentro do estádio:

O Estádio tem sido a casa do futebol amador na cidade, mas pelo que ouvimos o Duartina FC já não existe mais nem como time amador.

Estádio Municipal Teófilo Cordovil - Duartina

Olha aí o setor das “cadeiras descobertas”:

Estádio Municipal Teófilo Cordovil - Duartina

Estava rolando uma partida no momento da nossa visita.

Estádio Municipal Teófilo Cordovil - Duartina

Estádio Municipal Teófilo Cordovil - Duartina

O banco de reservas parece ter sido pintado em cima de um quadro. A vista é muito bonita.

Estádio Municipal Teófilo Cordovil - Duartina

Essa é a parte do fundo do estádio.

Estádio Municipal Teófilo Cordovil - Duartina

Juizão tava mandando bem na partida hehehehe.

Estádio Municipal Teófilo Cordovil - Duartina

Olhando do fundo, pode se ver o lance de arquibancadas em meio ao gramado.

Estádio Municipal Teófilo Cordovil - Duartina

Do outro lado, a tradicional e charmosa arquibancada coberta.

Estádio Municipal Teófilo Cordovil - Duartina

E o feioso aqui pra marcar presença!

Grama do gol é sempre sagrada!

Estádio Municipal Teófilo Cordovil - Duartina

Nossa visita foi chegando ao fim, embora a bola ainda rolasse, e confesso que chegou a dar um pouco de tristeza por confirmar que o rolê que fizemos por 4 dias também chegava ao fim.

Estádio Municipal Teófilo Cordovil - Duartina

Os nossos dois principais objetivos com esse registro dos estádios das 27 cidades visitadas eram oficializar como memória imagética alguns dos campos que foram palco de partidas do Campeonato Paulista, independente de qual divisão, e ao mesmo tempo reforçar o sentimento de orgulho que a população de cada uma dessas cidade merece ter em relação a isso.

Estádio Municipal Teófilo Cordovil - Duartina

Embora em Duartina, a estrutura do estádio até permita sonhar com a disputa de uma série Bezinha (4a divisão) no futuro, sabemos que outros estádios estão muito mais perto de serem destruídos em nome da especulação imobiliária do que de voltar a receber jogos profissionais.

Estádio Municipal Teófilo Cordovil - Duartina

É triste, porque na nossa visão, o futebol é como a música, a dança, a poesia…

É uma forma de expressão do ser humano, seja jogando ou torcendo. É um espaço que pode e merece ser ocupado pelas pessoas.

Felizmente a vida melhorou pra quase todas as cidades, nos últimos 30 anos, no que se tange a opções de diversão, lazer e cultura. As cidades já não tem no futebol sua única possibilidade de extravasar depois de tanto stress.

O lado triste, é que em muitas destas cidades, o futebol acabou minguando, ou não tendo a força necessária para ao menos aventurar-se em disputas semi profissionais.

Resta nos a paixão do futebol amador, com a esperança de que seja uma semente de crescimento para tempos futuros.

Estádio Municipal Teófilo Cordovil - Duartina

Que mais times do interior retornem ao profissionalismo, como fez o Andradina, esse ano. Pois nós e muitas outras pessoas estaremos aqui, pronto para apoiar, torcer, acompanhar e se emocionar com mais uma cidade representada pelo futebol.

Aos 41 anos, posso seguir bradando o meu ódio eterno ao futebol moderno, sabendo que boa parte da culpa das mazelas do futebol atual são dos dirigentes e empresários mal intencionados, ou que só usam o esporte pelo dinheiro fácil, mas também dos torcedores que ainda insistem em entregar seu amor a um time da capital, mesmo vivendo a mais de 500 km de lá.

O futebol precisa ser gerido com seriedade (isso não tem a ver com o conceito do “futebol moderno” que tanto critico).

É necessário ser sustentável do ponto de vista econômico e também social.

E depende de cada um de nós para isso.

Da nossa parte, seguimos sonhando e acreditando em um futuro melhor.

Obrigado a quem leu ou ao menos deu uma olhadinha em cada um desses 27 posts, escritos e vividos por este casal que vos escreve.

As mil camisas

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!

Rolê 2018 pelo interior paulista: Tupã (parte 26 de 27)

Brasão Tupã

Chegamos à 26a e penúltima parte do nosso rolê pelos estádios perdidos…

Após termos passado por Lençóis Paulista, Agudos, Gália, Garça, Vera Cruz, Oriente, Quintana, Osvaldo Cruz, Rinópolis, Lucélia, Adamantina, Flórida Paulista, Pacaembu, Junqueirópolis, Irapuru, Dracena, Tupi Paulista, Monte Belo, Três Lagoas-MS, Castilho, Andradina, Guaraçaí, Murutinga do Sul e Mirandópolis, e Valparaíso foi a vez de conhecer a cidade de Tupã!

E desta vez mais do que simplesmente visitar o Estádio local, fomos assistir ao jogo do Tupã FC contra o Osvlado Cruz, veja aqui o post sobre o jogo!

Estádio Alonso Carvalho Braga - Tupã

O Estádio Alonso Carvalho Braga é a casa do Tupã Futebol Clube, time fundado em fevereiro de 1936.

O Tupã FC é também conhecido como o “Mais querido da alta paulista”.

Estádio Municipal Alonso Carvalho Braga - Tupã

O Estádio passou por uma reforma que alterou seu pórtico de entrada.

Estádio Municipal Alonso Carvalho Braga - Tupã

Ela costumava ser assim:

Estádio Municipal Tupã

E o Estádio é tão grande que tem outras entradas laterais, também muito bem cuidadas:

Estádio Municipal Alonso Carvalho Braga - Tupã

O Tupã FC possui uma boa torcida, com direito à organizada: Sangue Tricolor.

Estádio Municipal Tupã

Claro, não é preciso dizer que o distintivo do time lembra muito o do São Paulo FC.

Tupã FC

O Tupã FC possui uma história riquíssima, com direito a partidas inesquecíveis.

Um bom exemplo foi um amistoso, em 1948, contra o Santos, em que venceu a equipe do litoral por 3×2.

Em 1950, repeteco contra o time santista, desta vez por um placar maior: 4×2.

Tudo isso, registrado por estas mesmas arquibancadas…

 Estádio Municipal Alonso Carvalho Braga - Tupã

 Estádio Municipal Alonso Carvalho Braga - Tupã

Aliás, o Estádio Alonso Carvalho Braga tem capacidade para doze mil espectadores.

 Estádio Municipal Alonso Carvalho Braga - Tupã

Uma honra poder estar presente em mais um palco do futebol do interior.

 Estádio Municipal Alonso Carvalho Braga - Tupã

O Tupã FC começou a disputar competições profissionais em 1949.

E jogou a Segunda Divisão até 1954.

 Estádio Municipal Alonso Carvalho Braga - Tupã

Daí pra frente, o time passou a ter certa inconstância, mas sempre aparecendo e aprontando, como em 1960, quando disputou a terceira divisão, e conquistou o acesso para a segunda do ano seguinte.

Essa bilheteria já viu muita gente…

 Estádio Municipal Alonso Carvalho Braga - Tupã

Assim como essas arquibancadas já presenciaram muitos jogos… E muita rivalidade com outros times da região, como por exemplo o CA Penapolense.

E o Tupã FC seguiu intercalando participações entre a segunda e terceira divisões até 1983, quando pediu licença junto a Federação.

 Estádio Municipal Alonso Carvalho Braga - Tupã

Voltou a disputar a Terceira Divisão em 1985, permanecendo na divisão até 1993, quando caiu para a quarta divisão.

O time criou rivalidade com o Rio Branco de Ibitinga, com o Jaboticabal, com o Corinthians de Presidente Prudente e com o Barretos.

Na década de 2000, continuou a disputar a quarta divisão, tendo desistido da competição em 2006, retornando no ano seguinte.

E essa visita foi não apenas para conhecer o Estádio Municipal Evandro Brembatti Calvoso, como também assistir a uma partida do time local, contra o Osvaldo Cruz (veja aqui como foi).

Tupã FC

Vale lembrar que o “Alonsão” foi construído em 1942, na época com arquibancadas de madeira.

Garra Tricolor

Tupã FC

Tupã FC

Depois, vieram os cinco mil lugares em arquibancadas de concreto, ampliadas para dez mil lugares, nos anos 80. A última ampliação aconteceu no inicio da década de 1990, quando chegou-se aos 14.800 lugares (com arquibancadas metalicas no setor das Gerais).

jogo do tupa

Mais do que simplesmente conhecer o estádio, ficamos muito felizes em conhecer um pouco da cultura da torcida de Tupã.

jogo do tupa

jogo tupa

jogo tupa

A Garra Tricolor é quem cuida da festa no dia dos jogos.

jogo do tupã

Abraços ao amigo Edinho, torcedor fanático do Tupã!

jogo do tupã

APOIE O TIME DA SUA CIDADE!!!